Publicado em

SÃO PAULO - "Diminuir a barreira tecnológica entre as pessoas." É assim que Bruno Ramos, 27 anos, descreve o serviço oferecido por sua startup, a Encontre um Nerd. O site criado em novembro de 2014 fechou o ano de 2015 com um faturamento de R$ 300 mil. "Estimamos chegar a R$ 2,5 milhões em 2016. Para 2017, a expectativa é R$ 6 milhões", diz. Além de atuar em Curitiba, onde foi criada, a plataforma opera em Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo e tem planos para atender também em Minas Gerais.



O sistema desenvolvido por Ramos visa tornar mais simples o processo de contratação de técnicos de informática por quem precisa resolver algum problemas com equipamentos eletrônicos. A ponte entre clientes e prestadores de serviço é realizada por meio do site, que conta com um cadastro de 6.800 "nerds". Todos têm uma especialização diferente para atender aos diversos tipos de solicitação dos clientes. Basta o interessado acessar a plataforma e informar qual defeito sua máquina apresenta. O nerd mais próximo será selecionado para agendar o melhor dia e horário e atender na casa ou no escritório do cliente. A negociação toda é feita pelo site.



O preço dos serviços é tabelado e varia de acordo com cada tipo de solicitação, mas a média é de R$ 170,00 por atendimentos de duas horas. Ramos conta que o cliente só paga após o serviço ser concluído com sucesso. "Caso o problema não seja resolvido, nós congelamos o pagamento por sete dias e enviamos outro nerd para realizar o conserto", afirma. Além da garantia presencial, a startup oferece mais 23 dias de suporte remoto. Ao receber o pagamento, o valor é dividido entre as duas partes: 30% fica com a empresa, e 70%, com o técnico.



O processo de seleção para quem deseja se tornar um nerd envolve uma série de avaliações. "Ao solicitar o cadastro no sistema, o candidato passa por algumas provas e testes de conhecimento para que possamos avaliá-lo. Em seguida, checamos todo o seu background e analisamos suas documentações. Tudo para termos profissionais de qualidade e que passem segurança aos nossos clientes", diz o CEO da Encontre um Nerd.



Os serviços prestados não se limitam ao conserto de computadores. Os técnicos também fazem manutenções em smartphones, tablets, impressoras e solucionam problemas com roteadores e cabos de conexão, por exemplo. O fundador diz que os trabalhos não são apenas para pessoas físicas. "Atendemos também pessoas jurídicas, 'alugando' nossos nerds. A empresa gera uma demanda de quantas horas vai precisar dos serviços e nós disponibilizamos o profissional."



Ramos conta que teve a ideia quando trabalhava em uma empresa e recebia muitos pedidos de seus colegas para que resolvesse problemas nos computadores. Ao perceber que poderia explorar esse mercado, conversou com seu chefe e saiu do trabalho para desenvolver uma plataforma própria. Hoje, conta com uma sócia e mais quatro programadores que ajudam a gerir o negócio.



Natural de São Paulo, mas vivendo há 20 anos em Curitiba, ele conta que em setembro de 2014 criou um blog para divulgar a ideia. Como a reação das pessoas foi muito positiva, passou a operar por meio de e-mail e aplicativo de mensagens, até criar o site, em novembro do mesmo ano.



Os nerds trabalham em regime de freelancer para a startup. O fundador diz que a empresa benefícios aos prestadores de serviços, como cursos e workshops, por meio de acordos com empresas de TI. Desse modo, ele mantém os técnicos capacitados e atualizados para atender as demandas de um mercado em constante evolução.