Publicado em

SÃO PAULO - Lançada há um ano com um aporte inicial de 1 milhão de euros concedido pela Project-A Ventures, a plataforma ProCompra foi pensada inicialmente para conectar consumidores a empresas de todos os segmentos de serviços. Mas, ao perceber uma lacuna no setor de móveis planejados, os sócios decidiram se concentrar nesse nicho. Assim, desenvolveram uma solução diferenciada para auxiliar na conversão de vendas e na gestão das lojas desse perfil na Grande São Paulo.



De olho na popularidade dos sites de vendas e na constatação de que o segmento de móveis planejados era pouco explorado na internet, o empresário David Lira buscou elaborar um modelo de negócio que permitisse a otimização no relacionamento entre clientes e lojistas de forma eficiente, ao mesmo tempo em que ajudasse a alavancar os resultados.



Desde abril deste ano, após a implementação do método de gestão ACV (Aumento de Conversão de Vendas), foram realizadas cerca de 12.500 intermediações, gerando um total de R$ 37 milhões em vendas efetivadas entre os 200 fornecedores cadastrados na plataforma.



O lojista interessado em adquirir o serviço pode entrar em contato diretamente com os executivos de venda da ProCompra. A contratação é feita por pacotes, sendo o mínimo de três meses, com o custo R$ 5 mil mensais para o lojista. "Damos esse prazo mínimo porque o fornecedor precisa ter predisposição para entender que é um projeto que não agrega só cliente, mas também trabalha com gestão, marketing digital e tecnologia", afirma Lira. 



Lançado recentemente, o serviço ACV  engloba, além da geração de leads, relatórios com informações detalhadas sobre as negociações, feedback dos clientes e um relatório especifico de call center, que permite ao gestor escutar 100% das ligações. Também inclui treinamentos de técnicas de vendas e gestão, com foco nos planejamentos e ações de marketing e comercial dos fornecedores.



Os consumidores que acessam a plataforma são direcionados às lojas de acordo com potencial e perfil de projeto. Ao se cadastrar no site, o usuário informa o tipo de serviço que busca. Em até 24 horas, a equipe do ProCompra entra em contato para validar os dados. Depois, encaminha a solicitação para três ou quatro fornecedores-parceiros, que em até 72 horas mandam seus orçamentos diretamente para o usuário. Feito isso, o cliente comparece à loja escolhida para fechar o contrato.



Questionado sobre o risco de o usuário finalizar a compra em uma loja não cadastrada no site, o executivo afirma que cabe ao fornecedor-parceiro atender o consumidor satisfatoriamente. "O fornecedor está concorrendo diretamente com outros dois parceiros. Ele precisa ser agressivo na competitividade, se ficar para trás não fecha. Por isso oferecemos relatórios e treinamentos", diz.



Lira afirma que as conversões de venda representaram aumento de cerca de 20% no faturamento dos parceiros, chegando a 70% em alguns casos. Hoje, a plataforma já conta com lojistas representantes de empresas como Todeschini, Favorita, Dell Anno e Grupo Golden.



O idealizador do projeto não revela o faturamento da ProCompra neste primeiro ano de funcionamento, mas diz que o resultado foi satisfatório e que a empresa, atualmente com 17 funcionários, busca uma segunda rodada de investimentos neste semestre.



Entre os planos para 2016, a equipe projeta consolidar a presença da plataforma na categoria de móveis planejados, expandir o negócio para todo o Brasil e ainda agregar outros segmentos correlatos a projetos que envolvam imóveis.