Fim do FGTS emergencial: como sacar R$ 1.045 após o prazo?

Aqueles que não conseguiram sacar a tempo e ainda deseja retirar os recursos devem solicitar o saque pelo aplicativo FGTS até 31 de dezembro

Esta segunda-feira (30) foi o prazo para os trabalhadores recolherem os valores do FGTS emergencial não movimentadas nas poupanças sociais. Assim, aqueles que não recolheram tiveram os valores revertidos as contas vinculadas. Entretanto, trabalhadores que não conseguiram sacar o FGTS emergencial a tempo e ainda deseja retirar os recursos devem solicitar o saque pelo aplicativo FGTS até 31 de dezembro.

Segundo o banco, cerca de R$ 7,9 bilhões que foram creditados nas contas poupanças sociais digitais e não foram movimentados retornarão ao Fundo com os valores devidamente corrigidos. O processamento do retorno dos valores deve levar até sete dias corridos.

 

O que acontece com o valor não movimentado?

A liberação do FGTS aos trabalhadores foi uma das ações do governo para minimizar os impactos da pandemia. Assim, aqueles que possuem carteira assinada podem sacar até R$ 1.045 de contas vinculadas ao fundo. Portanto, a liberação dos valores vai conforme o mês de nascimento do trabalhador, e a transferência é automática.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Dessa forma, o trabalhador que não tiver interesse em receber o saque emergencial do FGTS poderá solicitar o cancelamento do benefício. Assim, sem nenhuma perda, o dinheiro voltará integralmente à conta do FGTS. Entretanto, o trabalhador que não desejar o saque emergencial do FGTS não deve fazer nenhuma movimentação. Além disso, a Caixa também informou que se não houver movimentação na conta até o dia 30 de novembro o valor voltará ao Fundo, podendo ter saque até 31 de dezembro.

 

Como sacar o FGTS emergencial de R$ 1.045 após o prazo?

Caso o trabalhador mude de ideia e decida retirar o dinheiro, ele pode solicitar à Caixa Econômica Federal até 31 de dezembro. “Caso o trabalhador queira receber o valor, poderá realizar a solicitação pelo aplicativo FGTS até o dia 31/12/2020. O valor será creditado na poupança social digital e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem”, informou o banco.

Para receber o FGTS emergencial após o prazo dado de 30 de novembro, é preciso estar com os dados cadastrais atualizados. Os trabalhadores que ainda não receberam devem:

  1. Acessar o aplicativo FGTS;
  2. Complementar os dados cadastrais;
  3. Solicitar o saque dos valores, que serão creditados na conta poupança social digital.

Logo em seguida, irá informar o valor e a data de crédito. Porém, não existe uma segunda liberação para aqueles que já receberam os valores ou para aqueles que recusaram informando a Caixa. Os trabalhadores podem entrar em contato nos canais de atendimento, no aplicativo FGTS, site fgts.caixa.gov.br, Central de Atendimento Telefônico Caixa 111, opção 2 ou Internet Banking CAIXA.

 

Leia também:

FGTS emergencial: o que acontece se o dinheiro que não tiver saque?

Antecipação do Saque Aniversário do FGTS: entenda como funciona

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes