Como o Corinthians trouxe jogadores caros mesmo sem dinheiro?

Clube segue com dívida astronômica, mas está ativo no mercado na busca por novas contratações para seu elenco.

O Corinthians segue movimentando o mercado do futebol nacional. Somente nos últimos meses chegaram ao clube quatro jogadores de peso, sendo a última novidade o meia-atacante Willian, que rescindiu com o Arsenal. Mas mesmo em situação financeira complicada e sem dinheiro, como o Corinthians consegue fazer as contratações?

Corinthians sem dinheiro?

O Timão conseguiu reduzir seus gastos no primeiro semestre do ano, mas uma das alternativas do Corinthians para trazer jogadores, mesmo sem dinheiro, é adotar a estratégia de não precisar pagar pelo passe dos atletas. Há também a esperança pelo aumento de receitas com novos patrocínios.

O lateral João Pedro chegou ao Timão por empréstimo. Já Renato Augusto, Giuliano e Roger Guedes estavam livres no mercado e dessa forma o clube precisou arcar apenas com “luvas” e salários. O Alvinegro ainda tem a esperança pelo retorno do atacante Willian, que rescindiu com o Arsenal e está livre no mercado.

O Corinthians agora aguarda por uma sinalização do atacante, mesmo o clube estando em dívidas e sem dinheiro. A volta de Willian, revelado no Todo-Poderoso, é um sonho da diretoria e da torcida, e que pode se tornar realidade com o atleta sem contrato.

Mesmo sem dinheiro, Corinthians busca contratação de Willian
Mesmo sem dinheiro, Corinthians busca contratação de Willian – Foto: Lucas Figueiredo/cbf

Como o Corinthians diminuiu os gastos?

Não é segredo para ninguém que a equipe Alvinegra não vive seus melhores momentos financeiros. No entanto, o clube conseguiu diminuir seus gastos no primeiro semestre com a redução de parte de seu elenco.

Mesmo com as recentes chegadas, a folha salarial do clube deve permanecer menor do que no ano passado. Durante mandato de Andrés Sanchez, a folha salarial do clube girava em torno de R$14 milhões e o Corinthians vivia sem dinheiro e com crises financeiras.

Já para esta temporada, o diretor financeiro Wesley Melo, revelou para o Gazeta Esportiva, que os gastos com salários devem ficar então entre R$ 10 milhões e R$ 11 milhões, mesmo com as novas contratações.

Roger Guedes é a nova contratação do Corinthians, mas chega após rescindir seu contrato na China
Roger Guedes é a nova contratação do Corinthians, mas chega após rescindir seu contrato na China – Foto: Rodrigo Coca

A diretoria do Timão dispensou uma lista de jogadores, além de não renovar os contratos com alguns atletas, como são os casos de: Cazares, Otero, Marllon, Jemerson, Yago, Carlinhos, Boselli, Renê Junior, Sidcley, Luidy e Marciel. Além de desligar do clube meninos ligados à divisões de base da equipe.

Há também cerca de oito jogadores que estavam no elenco, mas foram emprestados. Michel Macedo (Juventude), Everaldo (Sport), Jonathan Cafú (Cuiabá), Walter (Cuiabá), Éderson (Fortaleza), Davó (Guarani), Bruno Méndez (Internacional) e Ramiro (Al Wasl, dos Emirados Árabes).

Diante desta proposta, o Corinthians conseguiu reduzir drasticamente seus gastos, mas não amortizou sua dívida e ainda segue sem dinheiro.

Qual o valor da dívida do Corinthians?

De acordo com o balanço financeiro do Corinthians divulgado em 2020, a dívida gira em torno de R$ 957 milhões. Mas isso sem contabilizar o déficit em relação à Neo Química Arena, quantia que ultrapassa os R$ 500 milhões.

No entanto, ao invés de pegar os valores economizados do primeiro semestre e abater das dívidas, a equipe corintiana decidiu investir em seu elenco.

A ideia é que com um time mais competitivo, as receitas também tendem a aumentar. Agora, resta à torcida corintiana torcer pelos bons resultados do clube. Além de ficar na expectativa para que as dívidas não cresçam ainda mais, visto que o Corinthians, assim como diversos clubes brasileiros, está sem dinheiro.

 

Leia também

+ Novo patrocinador do Corinthians em 2021 é velho conhecido da Fiel

 

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes