Suposto ganhador da Mega da Virada procura o Procon-SP

Um dos dois vencedores não retirou o prêmio de R$ 162,2 milhões

Uma pessoa que se identificou como o ganhador da Mega da Virada de 2020 procurou o Procon-SP informou o órgão na quinta-feira, 22 de abril – quase um mês após perder o prêmio milionário.

O sorteio realizado em 31 de dezembro do ano passado teve duas apostas vencedoras, que receberam R$ 162,6 milhões cada. Porém, um dos premiados não se apresentou para retirar a quantia no prazo limite, em 31 de março deste ano. Valores não resgatados após 90 dias vão para o FIES (Fundo de Financiamento do Ensino Superior).

Quem é o ganhador da Mega da Virada 2020?

Em nota, o Procon-SP afirmou que vai notificar a Caixa Econômica Federal para que ela confirme a identidade da pessoa. Como o jogo foi feito pelo site, é possível descobrir o nome do apostador. Os números do resultado da Mega da Virada 2020 são: 17-20-22-35-41-42

De acordo com órgão de defesa do consumidor, caso seja a pessoa, o pagamento deve ser feito. “A Caixa tem como identificar quem é o ganhador. E queremos apurar se esse consumidor que nos procurou é efetivamente quem venceu o sorteio”, afirma Fernando Capez, diretor executivo do Procon-SP.

Capez classifica como “inconcebível” que a Caixa não tenha comunicado o ganhador da Mega da Virada, já que conseguiu identificá-lo pelo cadastro online.

Pelo decreto-lei de 1967, vencedores de loterias têm até 90 dias para retirar o prêmio. Em março, a Caixa foi notificada a avisar o ganhador da Mega da Virada e afirmou que ele é quem deveria se apresentar. Também disse que o cadastro online não é usado para identificar os clientes, mas sim com a finalidade de verificar a qualificação de quem está no sistema – conferindo dados como nome completo e CPF.

A Caixa Econômica Federal informou que a aposta online vencedora foi feita por uma mulher de São Paulo. Ela tinha até 31 de março para retirar o prêmio de R$ 162,6 milhões, o maior da história das loterias da Caixa e também o maior já “esquecido”.

A outra aposta vencedora foi realizada em Aracaju (SE) e o prêmio foi resgatado.

Procon-SP pede alteração de protocolo

O Procon-SP ainda pediu que o protocolo das apostas seja alterado por se basear em uma lei de 1967, quando ainda não havia internet e, portanto, como identificar o nome do vencedor. “Se a Caixa tem condições de localizar quem ganhou e não o faz destinando o prêmio para outros fins, isso implica em enriquecimento sem causa do poder público”, defende Fernando Capez. As apostas online são feitas desde o segundo semestre de 2018.

As Loterias Caixas informaram que em 2020 foram repassados ao FIES R$ 311,9 milhões de prêmios esquecidos, considerando todas as modalidades e faixas de premiação cujo prêmio não foi reclamado no prazo legal. Na maioria das vezes, esse montante decorre da soma de prêmios de pequeno valor.

 

Veja mais notícias sobre loterias aqui

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes