A Fazenda 2020: Carioca faz ‘blackface’ e web aponta racismo

Carioca pintou o rosto com tinta preta em A Fazenda 2020, com uma pintura também conhecida como “blackface”, o que é considerado racismo. A prática teatral do século 19, considerada racista, acontecia quando atores brancos se coloriam com carvão para representar personagens negros no palco.

O humorista Márvio Lúcio, o Carioca, gerou polêmica nas redes sociais na noite de quinta-feira (15), ao fazer blackface no seu quadro em A Fazenda 2020, da Record. A ideia era ironizar Luiza Ambiel e seu antigo relacionamento com o músico Luiz Carlos, do grupo Raça Negra, mas pegou mal.

Carioca pintou o rosto com tinta preta, com uma pintura também conhecida como “blackface”, o que é considerado racismo. A prática teatral do século 19, considerada racista, acontecia quando atores brancos se coloriam com carvão para representar personagens negros no palco.

Entenda a relação entre Luiza Ambiel e o Raça Negra e como foi parar em A Fazenda 2020.

O que é Blackface?

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O blackface (do inglês, black, preto, e face, rosto) surgiu por volta de 1830, quando homens brancos se pintavam de preto de forma caricata para se apresentavam à aristocracia branca com o objetivo de satirizar a população negra. Anos depois, a prática ganhou popularidade nos cinemas e televisão, como ferramenta de entretenimento cultural, ridicularizando ou negando papéis a artistas negros.

O blackface é ofensivo porque prega estereótipos negativos sobre negros. Surgiu nos Estados Unidos para entreter audiências brancas às custas de um grupo minoritário que lutava por seus direitos civis após séculos de escravidão. Era uma prática na qual pessoas negras eram ridicularizadas para o entretenimento de brancos. Estereótipos negativos vinham associados às piadas, principalmente nos Estados Unidos e na Europa.

“O ‘blackface’ tem raízes no racismo, que está ligado ao medo de pessoas negras e à ridicularização delas”, diz Kehinge Andrews, da Birmingham City University, no Reino Unido.

“É um problema racial de longa data na Europa. Você percebe desde os tempos de Shakespeare a figura dos brancos escurecendo a pele.”

As interpretações feitas com uso de “blackface” em shows e programas populares eram normalmente imprecisas e profundamente ofensivas, mas muitos brancos enxergavam — e ainda enxergam — como uma forma aceitável de entretenimento.

Esse gênero de comédia, no entanto, tem sido publicamente acusado de racismo há décadas. O movimento Campanha Contra a Discriminação Racial, do Reino Unido, enviou em 1967 uma petição contra o programa da BBC que usava atores com rostos pintados de preto.

 

Veja a reação do público de A Fazenda 2020

Fãs de A Fazenda 2020 apontam racismo:

Acompanhe as principais notícias de A Fazenda 2020 no DCI.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes