A Fazenda 2020: Mariano fala sobre revidar agressão à mulher: ‘igualdade’

Mariano não gostou da atitude de Raissa Barbosa após a formação da roça e criticou a peoa. Em conversa com Jakeline, o cantor repercutiu o ataque de fúria da modelo na madrugada de A Fazenda 2020.

Após o ataque de fúria de Raissa Barbosa, que jogou creme em alguns participantes depois da formação da terceira roça de A Fazenda 2020, Mariano conversou com Jakelyne Oliveira na sala da sede e falou sobre sua revolta com a situação.

O que Mariano falou sobre Raissa em A Fazenda 2020?

“Se acontece um trem desse comigo, não sei se tenho sangue de barata não. Não sei se aguento segurar, não. Se alguém joga um trem na minha cara, vai comer m**** o resto dos dias em que estiver aqui. Todo dia acordo e taco um balde de b****”, comentou o cantor, irritado.

“Isso pode fazer, só não pode agredir”, avaliou Jakelyne. O participante de A Fazenda 2020 continuou falando sobre sua revolta e a ex-miss comentou: “mas eu já esperava que isso pudesse acontecer, ela sempre vai fazer alguma coisa”. “Muito show. Deus queira que ela não faça comigo, Deus queira. Senão a vida dela vai ser um  inferno aqui dentro”, afirmou Mariano.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A reclamação continuou: “vou c**** nas roupas dela. Isso é desumano, tacar coisa na cara dos outros é desrespeito demais. E ela faz isso porque é mulher”.

Jakelyne e Mariano discordam em conversa

Em outro momento, Mariano e Jakelyne voltaram a falar sobre a confusão com Raissa. Em papo na casa da árvore de A Fazenda 2020, a dupla falou com Tays Reis sobre respeito, agressão e convivência.

A ex-miss comentou que não são todos os participantes que conseguem receber votos sem reclamar e que já esperava esse tipo de reação, pois no programa há pessoas com personalidades distintas, entre elas, algumas explosivas. “Mas isso não acontece na vida real. A pessoa fez uma coisa que não gosta e aí você vai lá e joga o trem na cara dela?”, rebateu o cantor.

Jakelyne disse que Raissa já havia falado que seu maior medo no reality show era perder o controle: “ela é assim lá fora, é uma pessoa explosiva”. “Só que ela só é assim até ela fazer isso com alguém, e esse alguém chamar a mão na orelha dela de acordo. Porque não se joga trem na cara de ninguém, isso é falta de respeito. Se luta por igualdade, tem que ser tratado com igualdade”, justificou Mariano.

“E o medo da atitude na hora? É reflexo”, completou o peão de A Fazenda 2020. Jakelyne discordou: “Independente de direitos iguais e atitudes, homem em momento nenhum tem direito de levantar a mão”. O participante balançou a cabeça e então começou a falar sobre um ocorrido da edição anterior do reality show, fazendo uma comparação.

 

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes