Chernobyl pode virar Patrimônio Mundial da Unesco

A cidadezinha do norte da Ucrânia, Chernobyl pode vir a se tornar Patrimônio Mundial da Unesco. Apesar de inabitada por pessoas, a estrutura está intacta e recebe turistas de todo o mundo

Uma tragédia realizada há mais de 30 anos trouxe Chernobyl, cidadezinha do norte da Ucrânia para manchetes de todo o mundo. Porém, uma série de televisão do ano passado, a trouxe de volta ao conhecimento de todos e tem atraído curiosos e turistas de todos os lugares.

O lançamento da série de TV fez com que o ministro da Cultura ucraniano, Oleksandr Tkachenko, propusesse que a zona de exclusão fosse considerada Patrimônio Mundial da Unesco. O ministro defende que a área pode e deve ser aberta aos visitantes, “mas deve ser mais do que apenas um destino de aventura para exploradores”, disse.

Ele acredita que ser escolhida pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura e fazer parte da herança material da Humanidade poderia ajudar a cidade de Chernobyl a se transformar numa lembrança que ajude a evitar que se repitam desastres nucleares.

Só em 2019, Chernobyl recebeu mais de 120 mil visitantes. O número é considerado recorde de turistas na região. A cidade que foi a antiga central nuclear e que, em 26 de abril de 1986 ocorreu a explosão de um reator nuclear, é hoje considerada como um ‘lugar de memória’ não apenas aos ucranianos mas também para toda humanidade.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Recuperação de Chernobyl

Chernobyl pode virar Patrimônio Mundial da Unesco; Entenda
Parque de Diversões na cidade nunca chegou a ser inaugurado (Foto: Divulgação/Melhores Destinos)

O governo da Ucrânia apostou na recuperação de Chernobyl, como foi da construção de uma cúpula protetora gigante sobre o quarto reator onde se deu a explosão — obra terminada em 2016 — e até 2021 podem surgir novos projetos.

Apesar de não haver vida humana em Chernobyl, virou uma cidade fantasma.

Segundo o Greenpeace, toda a quantidade de plutônio liberada pela explosão do reator quatro da Usina de Chernobyl levará 24 mil anos para desaparecer completamente, o que transforma em incógnita qualquer possibilidade de presença humana em massa por lá, porém, a vida animal apoderou-se das imediações. É possível ver alces e veados na região.

A cidade tem cerca de 2.600 quilómetros quadrados em torno da central nuclear.

Pior acidente nuclear da história

Chernobyl pode virar Patrimônio Mundial da Unesco; Entenda
Cidade recebeu mais de 100 mil turistas em 2019 (Foto: Divulgação/Melhores Destinos)

Mais do que um local de vida selvagem e de atração turística, Chernobyl pode mesmo vir a ser reconhecida pela agência cultural da ONU, o que permitiria preservar o local onde ocorreu aquele que é considerado o pior acidente nuclear da história.

O resultado da explosão nuclear deixou 31 mortos, diretamente e 15 mortos indiretamente, até 2011. Foram detectados mais de 6 mil casos de câncer de tireóide (até em crianças) e mais de 4 mil fatalidades no mundo soviético deixando de 9 a 16 mil mortos devido a contaminação.

Após a série de TV, todos os olhares foram parar novamente na cidadezinha da Ucrânia, e ao que tudo indica, ela pode vir a ser classificada como Património Mundial da UNESCO.

Como é visitar Chernobyl?

Embora ainda seja proibido morar, visitar a turismo é permitido. Na época da catástrofe, centenas de prédios, escolas, casas e vilarejos tiveram de ser evacuados às pressas. Toda a estrutura permaneceu intacta e os habitantes jamais foram autorizados a retornar.

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes