Brasil no Mundial Sub-21 de vôlei masculino: onde assistir o jogo – 29/09

Equipes se enfrentam nesta quarta-feira pela terceira e última rodada do grupo F na competição

Bulgária e Brasil se enfrentam nesta quarta-feira, 28/09, a partir das 13h (horário de Brasília), pela terceira e última rodada no grupo F do vôlei masculino no Mundial Sub-21 em 2021. A equipe brasileira está praticamente eliminada da competição. Então, saiba a seguir onde assistir o jogo de vôlei masculino hoje.

Tabela do Mundial Sub-21 de Vôlei Masculino 2021 completa

Onde assistir o jogo do Brasil no vôlei masculino?

O jogo entre Brasil e Bulgária no vôlei masculino pelo Mundial Sub-21 nesta quarta-feira, 29/09, às 13h, não tem transmissão na televisão. Dessa maneira, você pode assistir apenas pelo canal oficial do Volleyball World, a Federação de Vôlei Internacional, de graça e ao vivo no Youtube.

 

Data: 29/09/2021

Horário: 13h

Onde assistir ao vivo: Canal do FIBV no Youtube ao vivo e de graça

Classificação do vôlei masculino no Mundial Sub-21

A equipe do Brasil estreou com derrota para a Polônia após avançar para a segunda fase da competição. Entretanto, pela segunda rodada diante da Rússia, também foi derrotada e, por isso, não tem mais chances de classificação até a semifinal do torneio, já que Polônia e Rússia já estão praticamente dentro da fase final do torneio.

Dessa maneira, segue em quarto e último lugar no grupo F da competição, divida em dois grupos com oito seleções ao redor do mundo que disputam para chegar até as semis.

 

GRUPO E

  • 1 Itália – 6 pontos
  • 2 Argentina – 3 pontos
  • 3 República Tcheca – 2 pontos
  • 4 Bélgica – 1 ponto

 

GRUPO F

  • 1 Rússia – 6 pontos
  • 2 Polônia – 5 pontos
  • 3 Bulgária – 1 ponto
  • 4 Brasil – 0 ponto

Convocação do Brasil para o Mundial Sub-21

Doze atletas foram convocados pelo técnico Giovane Gávio para defender o Brasil no Mundial Sub-21 de Vôlei em 2021. A equipe promete entrar com toda a força necessária para conquistar a 15ª medalha da categoria e, dessa maneira, fazer história. Ao todo, são quatro ouros, seis pratas e três bronzes.

Levantadores: Gustavo Orlando e Rafael Forster

Opostos: Darlan Souza e Guilherme Sabino

Ponteiros: Adriano Xavier, Paulo Vinicios Ferreira, Felipe Varela e Arthur Bento

Centrais: Guilherme Rech, Kelvi Geovani e Leonardo Andrade

Líbero: Pedro Tomasi

Você pode gostar também