Los Angeles Lakers é campeão da NBA em final marcada por recordes

Após dez anos de espera, o Los Angeles Lakers finalmente voltou a ser campeão da NBA ao vencer o Miami Heat no jogo 6 das finais

Após dez anos de espera, o Los Angeles Lakers finalmente voltou a ser campeão da NBA ao vencer o Miami Heat no jogo 6 das finais neste domingo (11). Com uma vitória tranquila por 106 a 93, o time de LeBron James fechou a série por 4 a 2 atualizou a lista de recordes da principal liga de basquete do mundo.

Campeão da NBA pela 17ª vez na história, o Los Angeles Lakers se iguala ao Boston Celtics como o recordista de títulos da competição. A franquia californiana não levantava o troféu desde 2010, quando Kobe Bryant ainda era a grande estrela da equipe que conquistou o troféu contra os Celtics.

O ídolo dos Lakers, morto em janeiro após um trágico acidente de helicóptero, não pôde presenciar a conquista histórica contra o surpreendente Miami Heat. Mas não faltaram homenagens a ele durante toda a trajetória dos campeões, que buscaram inspiração no legado do Mamba Negra. Desta vez, no entanto, coube a LeBron James liderar o time rumo ao topo. Afinal, além de atuações decisivas, o camisa 23 foi eleito o jogador mais valioso das finais e ampliou a sua lista de recordes.

Atuação inspirada dos Lakers

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

No jogo 6, disputado na bolha da NBA na Disney, os Lakers dominaram o placar desde o começo e abriram grande vantagem sobre o Miami Heat antes mesmo do intervalo. LeBron James somou 28 pontos, 14 rebotes e 10 assistências e chegou ao seu 11º triple-double em finais, ampliando seu próprio recorde. Já o parceiro Anthony Davis, que comemorou o seu primeiro título da NBA, contribuiu com 19 pontos e 15 rebotes.

Desta vez, LeBron James e Anthony Davis tiveram o auxílio de Kentavious Caldwell-Pope, que ajudou com 17 pontos. Além disso, o armador Rajon Rondo, que já tinha sido campeão pelos Celtics em 2008, foi o principal pontuador saindo do banco com 19 pontos. Com uma defesa implacável, o Los Angeles Lakers mostrou apetite de campeão e chegou a abrir vantagem superior a 35 pontos no terceiro quarto.

Pelo Miami Heat, o astro Jimmy Butler teve noite discreta , com apenas 12 pontos. Bam Adebayo terminou como o cestinha do time, com 25 pontos e 10 rebotes. Longe de ser o suficiente para forçar um jogo 7 contra o La Lakers, que já tinha perdido uma chance de ser campeão na última sexta, quando perdeu a primeira chance de fechar a série. Desta vez, LeBron James e companhia não perdoaram.

Para chegar à final, o Miami Heat teve uma trajetória surpreendente nos playoffs, eliminando o Milwaukee Bucks, melhor time da temporada regular. Em seguida, venceu o Boston Celtics para voltar à final pela primeira vez desde 2014, quando ainda contava com LeBron.

LA Lakers campeão com recordes

Na partida em que o LA Lakers se sagrou campeão e igualou o Boston Celtics como maior vencedor da NBA, LeBron James entrou em quadra pela 260ª vez em finais. Assim, ele superou o recorde que era de Derek Fisher, também dos Lakers.

Além disso, LeBron é o primeiro jogador da história a ser eleito MVP (jogador mais valioso) das finais por três times diferentes. Em seus três títulos anteriores, um pelo Cleveland Cavaliers (2016) e outros dois pelo Miami Heat (2012 e 2013), ele já tinha recebido o prêmio.

Assim como LeBron James, o criticado Danny Green também entrou para o seleto time de jogadores que foram campeões por três franquias diferentes. Afinal, ele já tinha sido campeão por San Antonio Spurs, em 2014, e Toronto Raptors, em 2019. Além dos dois, apenas Robert Horry e John Salley ganharam anéis por três equipes.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes