Olimpíadas 2020 e a pandemia: o que se sabe sobre os Jogos de Tóquio

Pela primeira vez na história, o evento foi adiado e as Olimpíadas de 2020 vão acontecer em 2021, mas há risco de cancelamento

De acordo com o calendário feito antes da pandemia do coronavírus, as Olimpíadas 2020 já deveriam ter acabado. No entanto, nem chegaram a começar. O Comitê Olímpico Internacional (COI) definiu uma nova data em 2021, mas manteve o nome do evento como Tóquio-2020. Ainda assim, as incertezas sobre sua realização só aumentam.

Apesar dos esforços do COI e das autoridades japonesas para garantir que o evento aconteça da maneira mais segura possível, ainda há muitas perguntas sem resposta. Afinal, pela primeira vez na história, as Olimpíadas foram adiadas. A ficha parece não ter caído, e só vai cair quando houver uma definição mais clara sobre o controle da pandemia. Enquanto isso, veja o que já se sabe sobre os Jogos de Tóquio.

Quando seria o início das Olimpíadas 2020?

A abertura das Olimpíadas de 2020 estava marcada para o dia 24 de julho, mas as primeiras disputas começariam dois dias antes. O encerramento seria no dia 9 de agosto. Mas, com o avanço da pandemia, o COI se reuniu e resolveu transferir o evento para 2021. Foi uma decisão histórica, pois os Jogos nunca aconteceram em um ano ímpar.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Qual é a nova data das Olimpíadas 2020?

Apesar do nome, os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 deverão acontecer entre 23 de julho e 8 de agosto de 2021. Pelo menos esta é a intenção do COI, que ainda observa a evolução da pandemia e torce pela descoberta de uma vacina para que seja possível organizar o evento nesta data.

Quantos atletas e países vão participar?

Mais de 11 mil atletas de 206 países eram esperados em Tóquio neste ano. Nas Paraolimpíadas, outros 4.400 participantes estavam previstos. Em 2021, não se sabe quantos destes atletas serão impedidos de competir devido a restrições sanitárias. Membros do COI já admitem que poderão haver alguns países proibidos de entrar no Japão, dependendo da gravidade da pandemia e das recomendações dos cientistas.

Novas modalidades previstas

O Brasil terá mais chances de medalhas em Tóquio graças à inclusão do skate e do surfe no programa olímpico. Afinal, o skatista Pedro Barros e os surfistas Gabriel Medina e Ítalo Ferreira já entrariam como favoritos. Outras modalidades que serão novidades em Tóquio são o karatê, a escalada, o beisebol e o softbol.

Como está a preparação dos atletas?

A escolha de uma nova data apenas na metade do próximo ano não foi à toa. Assim, os atletas têm mais tempo de reorganizar o ciclo de treinamentos para chegar na melhor forma. O desafio, então, é manter o nível técnico em meio ao isolamento social, pois os treinos já não são mais os mesmos. Pensando nisso, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) anunciou que vai enviar 200 atletas para um período de preparação na Europa, onde eles ficarão concentrados ao longo do segundo semestre de 2020.

Como o público poderá assistir as Olimpíadas?

Esta é uma das questões mais delicadas sobre a realização das Olimpíadas em meio à pandemia. Mas o COI já avisou que a ideia é permitir a entrada do público nos locais de competição, ainda que com limitações. A organização anunciou que os ingressos já vendidos permanecem válidos, e podem ser reembolsados. Por outro lado, a venda de novos ingressos foi suspensa. Pela TV, os telespectadores brasileiros poderão acompanhar as disputas pela Globo, Sportv e BandSports.

Medalhas das Olimpíadas de Tóquio-2020
Divulgação/Tokyo2020

Há risco de cancelamento?

Sim, há risco de que as Olimpíadas de 2020 não aconceçam em 2021. Como o COI já descartou a hipótese de um novo adiamento, seria o cancelamento definitivo desta edição. O presidente do Comitê Organizador, Yoshiro Mori, chegou a declarar que, se a pandemia continuar como está, os Jogos não poderão acontecer.

Tudo depende, segundo o dirigente, da melhora da situação ou da descoberta de uma vacina. De acordo com uma pesquisa da agência de notícias japonesa Kyodo, 33,7% da população local é a favor do cancelamento dos Jogos. Outros 36,4% querem um novo adiamento, e 23,9% torcem para que o evento aconteça na nova data prevista.

Quais são as próximas edições das Olimpíadas?

O COI afirma que 2021 é o prazo máximo para a realização das Olimpíadas de 2020, para não afetar os calendários das próximas edições. Afinal, as organizações dos Jogos de Paris em 2024 e Los Angeles-2028 já estariam avançadas.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes