Quem é Dominic Thiem, primeiro tenista nascido nos anos 90 a ganhar um Slam

Com o título do US Open de 2020, o austríaco Dominic Thiem se afirma como o pioneiro da nova geração do tênis e ameaça o domínio dos principais campeões

0 65

Com o título do US Open de 2020, o austríaco Dominic Thiem se afirma como o pioneiro da nova geração do tênis e ameaça o domínio dos principais campeões. Afinal, o tenista de 27 anos é o primeiro vencedor de Grand Slam nascido na década de 1990.

A conquista veio com uma vitória histórica na final contra o alemão Alexander Zverev, de 23 anos. Dominic Thiem se tornou o primeiro tenista da Era Aberta do tênis a virar uma final de Grand Slam após sair perdendo por 2 sets a 0. Além disso, o adversário teve a chance de sacar para o jogo no quinto set.

“Tinha que ser assim. Minha carreira sempre foi como o jogo de hoje, com muitos altos e baixos. E eu amo o jeito que foi”, postou o austríaco depois do título em Nova York.

A ascensão de Dominic Thiem

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Para vencer seu primeiro Grand Slam, Dominic Thiem contou com a ausência do “Big Three”, grupo formado pelas três maiores lendas do tênis em atividade.

Roger Federer está lesionado, enquanto Rafael Nadal optou por não disputar o US Open por causa da pandemia. Novak Djokovic, por sua vez, foi desclassificado depois de acertar uma bolada na juíza de linha durante as oitavas de final.

Campeão do US Open defende bola no fundo da quadra
Darren Carroll/USTA

Número 3 do mundo, Dominic Thiem aproveitou a oportunidade e encostou nos líderes do ranking. Atualmente, o primeiro colocado é Djokovic, seguido por Nadal.

Ele já tinha feito outras duas finais de Slam. Mas perdeu duas vezes para o espanhol no jogo do título em Roland Garros, e foi derrotado pelo sérvio na decisão do Australian Open deste ano.

“Operário das quadras”

“Eu me esforcei muito. Quer dizer, dediquei basicamente toda a minha vida até este ponto para ganhar um dos quatro Majors. Agora eu consegui. É uma grande conquista para mim”, comemorou Thiem após a vitória na final do US Open.

O tenista austríaco é conhecido por ter um dos calendários mais puxados do circuito. Joga praticamente toda semana, sem descanso. Foi assim durante a paralisação da pandemia: Thiem continuou trabalhando duro com sua equipe na Áustria e ainda disputou uma série de partidas de exibição para manter o ritmo de jogo.

Em 2016, o jornal The New York Times chamou Dominic Thiem de “o homem que mais trabalha no tênis”. Naquele ano, ele foi às semifinais de Roland Garros e alcançou o top 10 do ranking. Mas foi em 2019 que ele mudou de patamar ao derrotar Roger Federer na final de Indian Wells e conquistar seu primeiro Masters 1000. Com um trabalho físico cada vez mais intenso na pré-temporada, chegou voando em 2020. E conseguiu fazer história.

Estilo de jogo

Dominic Thiem treina com Nicolas Massú
Peter Staples/USTA

Apesar da consagração nas quadras rápidas dos Estados Unidos, Dominic Thiem se sente mais à vontade no saibro. Sua especialidade é o jogo de fundo de quadra, com uma direita potente e golpes de esquerda com uma mão só – assim como Federer. Incansável dentro de quadra, ele também usa o contra-ataque como uma de suas armas.

Para se adaptar às quadras duras, Thiem contou com a ajuda do ex-jogador chileno Nicolás Massú, campeão olímpico em 2004. Um mês depois que começaram a trabalhar juntos, em 2019, o austríaco venceu o Masters 1000 de Indian Wells. “Ele é um dos jogadores que sempre tem uma chance de ser campeão quando joga um torneio”, avisa o técnico.

“É impressionante como ele treina”, contou Massú ao site oficial da ATP. “O tempo todo, 100%, ele se mantém muito focado. Ele tenta melhorar a cada dia. Então para mim, como treinador, é incrível, pois é um cara que quer vencer o tempo todo”, completou o chileno.

Carreira de Dominic Thiem

Dominic Thiem nasceu em setembro de 1993, na cidade austríaca de Wiener Neustadt. Seu pai, Wolfgang Thiem, trabalhava como treinador de tênis na academia de Günter Bresnik. Assim, quando Dominic fez nove anos, Bresnik foi contratado para ser o técnico da jovem promessa.

A estreia de Dominic Thiem como profissional aconteceu em 2011. Curiosamente, sua primeira vitória foi contra o maior tenista austríaco da história, o ex-número 1 do mundo Thomas Muster. O primeiro título veio em 2015, e a partir daí ele se consolidou como o principal tenista fora do “Big Three”.

Fora das quadras, Thiem se destaca pelo ativismo ambiental. Ele apoia organizações como WWF e 4ocean, que trabalham contra a poluição dos oceanos. “É um dos maiores problemas que enfrentamos hoje em dia, com toda a poluição do plástico. Eu amo a natureza e estou tentando apoiar isso sempre que posso”, explica.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes