Ashley Madison: app de traições tem mais usuários brasileiros

Em pesquisa realizada pelo site de relacionamentos extraconjugal, Brasil fica em 1º lugar na média de novos usuários. Aumento, segundo a plataforma, se deu por conta da pandemia.

Um levantamento feito pelo site de relacionamentos extraconjugais, Ashley Madison, mostrou que o Brasil é o país com mais novos usuários no aplicativo em 2020. De um total de 65 milhões de inscritos em todo o mundo, cerca de 12 milhões são brasileiros e 1,3 milhão entrou na plataforma esse ano – o que totaliza uma média de 35 mil novos integrantes por semana.  O aumento, segundo a empresa, se deve, principalmente, pela pandemia.

A aproximação extrema dos casais foi algo muito discutido esse ano, por conta dos efeitos da quarentena e do isolamento social impostos por conta da pandemia em razão da covid-19. Contudo, segundo o app de relacionamentos, a pandemia não foi motivo para uma baixa na procura por parceiros extraconjugais no site. A maioria dos usuários  do Ashley Madison quer ter “algo para esperar” assim que for possível.

Ashley Madison tem gratuidade para mulheres

O Ashley Madison tem gratuidade para mulheres que estejam procurando homens. Já as outras procuras, incluindo mulheres que procuram mulheres e homens que procuram homens, a inscrição é gratuita como convidados a conhecerem a plataforma, mas posteriormente, precisam comprar pacotes de créditos para outros usos.

Brasil registra alta em divórcios na pandemia

Ao contrário dos usuários do Ashley Madison, tem quem queira levar para outra esfera o relacionamento. A pandemia também trouxe uma outra constatação: o número de divórcios cresceu esse ano. Segundo dados da Central Notarial de Serviços Eletrônicos, houve m crescimento na procura e realização de escrituras públicas de divórcio, números que chegam a 260%.  Em abril, primeiro mês de isolamento social provocado pela pandemia, foram quase 3 mil divórcios. Em julho, esse número chegou a 7,4 mil.

 

 

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.