Facebook e Spotify terão parceria para miniplayer na rede

Integração dos serviços das duas plataformas permitirá a usuários ouvir músicas e podcasts no app do Facebook

Seguindo a tendência de aumentar a presença de recursos de áudio no Facebook, a rede social firmou uma parceria com o Spotify para uma integração entre os serviços das duas plataformas. A partir desta segunda-feira, 26, usuários do Spotify poderão descobrir e ouvir músicas e podcasts com reprodução completa no app do Facebook, para iOS ou Android.

Além dos compartilhamentos do Spotify no feed de notícias do Facebook, a novidade permitirá que usuários também reproduzam músicas via miniplayer, por meio de posts de artistas selecionados ou até mesmo de vídeos publicados por usuários do Facebook que contém música licenciada, aumentando o alcance de músicas e artistas.

Para usar o novo miniplayer, o usuário do Facebook precisa apenas apertar o botão “Play” na música compartilhada no feed de notícias do Facebook. No primeiro uso, aparecerá um pop-up para conhecer e aceitar a reprodução. É só clicar em “Conectar”. Se o usuário estiver logado no Spotify, os apps trocam para reprodução automática no app de músicas.

O Spotify ainda chama a atenção para o fato de que o miniplayer também funciona para quem não tem conta paga no serviço de música. No entanto, anúncios ainda irão aparecer durante o uso.

Novidades do Facebook

Além do novo recurso, o Facebook estaria se preparando para lançar um concorrente direto do Clubhouse, a rede social baseada em chats de voz. A empresa de Mark Zuckerberg estaria trazendo para o mercado uma versão em áudio do Rooms, plataforma de videoconferência, lançada em 2020. A ideia seria criar um ambiente muito parecido ao do Clubhouse, permitindo conversas em grupo , além de um palco virtual sem vídeo, com palestrantes e com interação de usuários.

O Facebook também está em fase de testes de uma rede social de relacionamentos. A empresa de Mark Zuckerberg está desenvolvendo uma rede social de relacionamento focada em vídeochamadas, batizada de Sparked, ainda em fase experimental.

Desenvolvido para ser um aplicativo de ‘namoro por vídeo com pessoas gentis’, como assim denominado, o serviço usa o conceito speed dating, criado nos Estados Unidos para definir encontros casuais. O Sparked coloca duas pessoas para conversar por quatro minutos. Ao final, caso queiram, podem falar por mais 10 minutos. Terminado mais esse período, a plataforma sugere continuar a conversa no Instagram.

Você pode gostar também
buy cialis online