Dani Calabresa: veja detalhes da denúncia contra Marcius Melhem

Revista Piauí reuniu 43 relatos sobre as denúncias de assédio contra o ex-diretor da Globo

No fim de 2019, vieram à tona denúncias de assédio feitas por funcionárias da Rede Globo contra Marcius Melhem, que foi desligado da emissora em agosto deste ano. A revista Piauí retomou o caso e, nesta sexta-feira (4), trouxe relatos de testemunhas de Dani Calabresa, que teria sido vítima do seu então diretor.

O que dizem as testemunhas de Dani Calabresa?

A reportagem do  jornalista João Batista Jr. reuniu informações de 43 pessoas, sendo duas vítimas de assédio sexual, sete de assédio moral e três de ambos os comportamentos. Segundo elas, os episódios teriam acontecido tanto no ambiente de trabalho quanto fora dele.

Os relatos apontam que Dani Calabresa sofria assédio sexual desde 2017. O primeiro episódio teria acontecido na festa em celebração ao 100º episódio do “Zorra”, com cerca de 80 pessoas. Ela subiu no palco para cantar no karaokê e Melhem teria puxado a cabeça dela e tentado beijá-la.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Depois, ao sair do banheiro, o ex-diretor estaria à sua espera do outro lado da porta e teria tentado agarrá-la. Ao reagir, a humorista teria batido cabeça na parede e pedido que a deixasse passar. Ele então teria imobilizado os braços dela e feito mais uma tentativa de beijá-la. Ao virar o pescoço, Melhem teria lambido o rosto da colega e até tirado o pênis da calça.

No mesmo ano, Dani iria interpretar uma salva-vidas inspirada nas personagens de “SOS Malibu”. Melhem teria ido ao camarim para conferir o figurino, que era um maiô, deixando-a constrangida.

A humorista teria passado a tomar ansiolíticos, também devido ao constante medo de ser boicotada. Segundo relatos, o ex-diretor teria o costume de chamá-la de “gostosa”, de apertar a cintura dela e dizer frases provocativas, como “sonhei com você outra vez, hein”. Em meio a essas circunstâncias, a atriz deixou o elenco do “Zorra”.

Qual foi a resposta de Marcius Melhem?

O ex-diretor comentou que “a sentença” do caso “já estava dada”. “Estou disposto a assumir qualquer erro ou dano que tenha causado. Mas é preciso que a conversa seja transparente, sem omissões, mentiras ou distorções sobre as relações”, disse, além de acrescentar que iria buscar por “justiça”. Neste ano, ele chegou a declarar nas redes sociais que é inocente.

Imagem mostra rosto de Marcius Melhem
(Foto: Instagram/Reprodução)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes