Danças urbanas: conheça a origem e história desta manifestação cultural

As danças urbanas estão presentes nas ruas, guetos e até na mídia. Cada vez mais popularizada, teve sua origem nos Estados Unidos, na década de 20

As danças urbanas estão presentes nos guetos e centros urbanos das cidades. Também aparecem na televisão, nos clipes, novelas, filmes, desenhos e academias. Assim como as coreografias do Tik Tok, performances urbanas estão mais popularizadas e ganhando novos adeptos.

Portanto, são manifestações culturais da força e identidade de grupos sociais. Mas também reúnem  força e aceitação. Assim, elas têm grande papel na sociedade, de caráter pessoal e coletivo.

E essa grande expressão é registrada através dos movimentos. A dança urbana foi a primeira manifestação corporal do emocional humano.

Assim como outras danças, as danças urbanas também seguem regras próprias. Mas a liberdade em execução dos passos é a essência deste estilo.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Afinal, qual a origem das danças urbanas?

As origens das danças urbanas são diversas. Uma delas ocorreu nos Estados Unidos, no século 20. Era uma manifestação dos artistas de rua, que estavam desempregados. Então, eles começaram a se apresentar nas ruas.

Assim, muitos dançarinos negros no país se inspiraram no sapateado dos irlandeses. E criaram novos passos, de percussão com os pés, que foram batizados de “tap americano”.

Portanto, este estilo se popularizou em toda os Estados Unidos, entre as décadas de 30 e 60, época em que ganhou o termo de Street Dance, em Los Angeles.

Lá, dançarinos reproduziam o estilo de dança  urbana locking. Com o passar dos anos, outros estilos foram surgindo, como o breakdance, popping e free style.

 

danças urbanas homens
Imagem: Reprodução/Freepik

História das danças urbanas no Brasil

Na década de 80, as danças urbanas começaram a se popularizar no Brasil. O sucesso de videoclipes de artistas norte-americanos, e filmes como “Beat Street” e “Breakdance” fizeram sucesso com a street dance.

Quando tiveram sua estreia no Brasil,  todos esses estilos de dança e a cultura hip hop ganharam fama como um todo. Incluindo a dança, música, o grafite, entre outros elementos. Desde então, a manifestação cultural soma novos adeptos.

Mas somente em 2006 que o nome “danças urbanas” só começou a ser utilizado. Tudo por causa da necessidade em substituir o termo “danças de rua”.

De acordo com  dançarinos, esse termo levava a várias pessoas o uma visão negativa das danças urbanas.  E por isso houve muito preconceito no país.

 

danças urbanas no brasil
Imagem: Reprodução/Freepik

Quais os principais estilos de danças urbanas?

Muitas pessoas acreditam que as danças urbanas tratam-se de um estilo só. Mas há diversas vertentes praticadas pelos dançarinos. Veja abaixo quais são os principais.

1. Breakdance

O breakdance integra o hip hop uma subcultura própria que une dança, música, moda e o grafite. Surgido em Nova York nos anos 70, era manifestação alternativa de jovens para não entrar em gangues de rua. O breakdance é utilizado como diversão ou competição no mundo.

2. Free Style

Faz parte da cultura rap free style, tem letras improvisadas do rapper, expressando o que sente sobre determinado assunto. Já a dança exige que os praticantes tenha estilo e expressão pessoal. Para fazer essas danças, é preciso bastante grande apoio no chão. Porque os movimentos mudam de nível.

3. Popping

É um estilo originado do funk. Assim, a dança usa a técnica de rapidamente contrair e relaxar os músculos para causar um empurrão no corpo do dançarino. Esses movimentos são referidos como um pop ou uma batida. A dança urbana segue o ritmo de uma música em conjunto com vários movimentos e poses.

4. Locking

Também associada ao hip hop, a locking é oriunda da Dança Funky, em especial de um passo social chamado Funk Chicken. Os Lockers, praticantes da dança, vestem-se com um estilo próprio. Assim, usam roupas coloridas com listas e suspensórios. O nome Locking significa “bloquear” ou “trancar” os movimentos,

5. Wacking/Punking

Vertente do Locking, o Wacking/Punking começou a ser feita em clubes, como uma espécie de brincadeira. Assim, os participantes imitavam casais brigando, mas sem se tocar. Ou seja, é a simulação de uma briga, mas em forma de danças.

6. Dança Urbana Vogue

Se popularizou nos anos 80, nos clubes gays dos Estados Unidos. Ela se caracteriza por posições movimentos corporais definidos por linhas e poses. Em 1990 o estilo ganhou fama quando foi apresentada pela cantora Madonna em seus shows.

7. House Dance

De origem nos clubes de Chicago e Nova Iorque. A dança inicialmente seguia as batidas da chamada house music. Os elementos principais da dança são “Footwork” e “Jacking”. Portanto, é um estilo, dentro das danças urbanas, mais improvisado do que coreografada. Tem movimentos de pernas rápidos, combinados com o tronco.

 

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes