Cira do Acarajé morre aos 69 anos em Salvador; autoridades lamentam

Com problemas renais, ela estava internada há 18 dias no Hospital São Rafael

Morreu na manhã desta sexta-feira, dia 4, uma das quituteiras mais famosas de Salvador. Cira do Acarajé, como era conhecida Jaciara de Jesus Santos, tinha 69 anos e estava internada há 18 dias no Hospital São Rafael para tratar de problemas renais. Cira construiu fama por seu Acarajé e se tornou um dos patrimônios culturais da capital baiana.

A arte de fazer o quitute ela herdou da mãe e logo passou a vendê-lo na rua como único meio de se manter. O negócio deu tão deu tão certo que hoje ela possuía três pontos de comercialização em Salvador, nos bairros de Itapuã, Rio Vermelho e Paitã, além de um em na cidade Lauro de Freitas, na região metropolitana.

A morte de uma das baianas mais famosas de Salvador aconteceu no mesmo dia em que é celebrada a Festa de Santa Bárbara, representada no Candomblé pela orixá Iansa, a quem Cira do Acarajé também era devota.

O corpo de Cira do Acarajé está sendo velado em sua casa, no Itapuã, com a presença de familiares. Já seu enterro está previsto para acontecer este sábado (5), em um cemitério do bairro. Ela deixa cinco filhas, (Jussara, Cristina, Cristiane, Carlos e Renê)

Autoridades lamentam a morte de Cira do Acarajé

A morte de Cira foi sentida entre as autoridades baianas. Rui Costa (PT), governador da Bahia postou em suas redes sociais nota lamentando a morte da quituteira. “Quero manifestar meu profundo pesar pela morte de Cira,uma das mais famosas baianas de acarajé de Salvador. Com seus deliciosos quitutes, encantou baianos e turistas de todo o mundo e será lembrada como um dos ícones da nossa culinária. Que Deus conforte seus familiares e amigos”, disse,

O prefeito de Salvador, Acm Neto (DEM), também lamentou. Para ele, “a Bahia perde um patrimônio, um ser humano querido pelos baianos e por todas as pessoas que visitaram Salvador nos últimos anos”.

“Cira herdou uma tradição que vem de geração em geração, e soube acrescentar o seu toque especial, tornando o seu acarajé um dos preferidos da Bahia. Neste dia de Santa Bárbara e Iansã, nós sabemos que ela será bem-recebida por Deus. Expresso aqui os meus sentimentos a todos os seus familiares e amigos”, disse.

O prefeito eleito de Salvador, Bruno Reis (DEM), também emitiu nota de pesar. “Nossa cultura e gastronomia perdem um dos maiores ícones da nossa cidade, Cira do Acarajé: uma baiana daquelas que com seu carisma encantou todo mundo. Que Deus conforte a família e os amigos neste momento”, publicou.

Vacina contra a Covid-19: veja quem serão os primeiros a tomar

Você pode gostar também