Empreendedores criam máquina que enche copo de baixo para cima

Rodrigo e seu pai, Djalma Moreira, desenvolveram uma máquina que enche copos de chopps de baixo para cima.

SÃO PAULO – Inspirados em um produto desenvolvido no Japão e que ganhou escala nos Estados Unidos, Rodrigo e seu pai, Djalma Moreira, observaram a oportunidade no mercado nacional e desenvolveram uma máquina que enche copos de chopps de baixo para cima. A ideia tem dado certo, tanto que já projetam expansão de produção, atuação no exterior e abertura de franquia. Os empreendedores convenceram o público de que seu negócio, a ChoppUp, seria promissor.  Em abril, captaram R$ 1,4 milhão, sendo R$ 400 mil por meio da plataforma de equity crowdfunding Broota. O montante será destinado à aceleração da produção de máquinas.

A meta é atingir 500 unidades até o fim do ano e atuar em outros Estados. Esse método para encher os copos de forma inversa é possível por conta da tecnologia desenvolvida pela dupla. Por meio da internet das coisas, a máquina possui um visor onde é possível selecionar o tamanho do copo (entre 300 mililitros  e 500 mililitros) e o tamanho do colarinho (entre nada e dois dedos). Os copos, de plástico ou vidro, também são fabricados pela startup. A diferença é que o item vem com uma válvula e um vedante. Essa vedação é feita assim que o copo é retirado da máquina, já com o líquido em seu interior.  Depois de selecionar as opções de como gostaria de servir o chopp, o usuário encaixa o copo na máquina e o enchimento acontece automaticamente.

choppProdução da máquina

O desenvolvimento do produto começou em 2011. Depois de muitas tentativas e oito versões produzidas, a máquina ficou pronta para a comercialização há menos de um ano, em junho de 2016. A produção é própria e os empreendedores já possuem 100 máquinas, que são alugadas para eventos. A cobrança é realizada pela quantidade de litros consumidos ou um pacote fechado, com a participação no faturamento da festa. Djalma e Rodrigo Moreira fazem quase tudo na pequena empresa, sediada em São Paulo.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Atuam tanto na produção quanto no transporte e instalação dos equipamentos nos estabelecimentos clientes. Embora contem com atendentes para ajudar a cobrir eventos simultâneos, a empresa está limitada à região da capital paulista e algumas cidades mais próximas. Para ingressar em outros Estados, a ChoppUp contará com franqueados. “O franqueado poderá locar as máquinas na região de sua atuação”, explica Rodrigo Moreira. Segundo ele, outra finalidade para o aporte recebido é em relação à presença em bares e restaurantes. A startup pretende iniciar no segundo semestre o modelo de aluguel em bares e restaurantes, ou seja, com receitas recorrentes.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes