Entenda o caso do senador Chico Rodrigues, pego com R$ 33 mil na cueca

Vice-líder do governo Bolsonaro, senador Chico Rodrigues (DEM/RR) estava com dinheiro na cueca e foi alvo de operação da Polícia Federal esta semana

A web parou ontem com a história do senador Chico Rodrigues (DEM/RR), que foi flagrado com cerca de R$ 30 mil escondidos na cueca. Isso porque o parlamentar foi alvo de uma operação da Polícia Federal (PF) que apurava desvios de dinheiro que deveria ser investido no combate a pandemia de covid-19.

O que aconteceu com Chico Rodrigues?

A PF apura desvios de mais de R$ 20 milhões em emendas parlamentares que tinham como destino o combate ao coronavírus. A Controladoria Geral da União (CGU) também participa dessa investigação.

Um dos alvos da operação foi vice-líder do governo no Senado, Chico Rodrigues. O ministro do STF Luís Roberto Barroso autorizou a ordem de busca e apreensão no imóvel do parlamentar.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

E, justamente durante a busca policial, o senador teria pedido para ir ao banheiro. O delegado que comandava a operação disse que sim, desde que fosse acompanhado. Nesse momento, notou um grande volume em formato retangular nas nádegas do senador.

Segundo Daniel Adjuto, apresentador da CNN, quando questionado o senador ficou assustado e disse que não havia nada. Na busca íntima foi encontrado dentro de sua cueca, próximo às suas nádegas, maços de dinheiro que totalizaram R$ 15 mil.

Quando perguntado se havia mais dinheiro, de modo ríspido, Chico Rodrigues enfiou a mão em sua cueca, e sacou outros maços de dinheiro, que totalizaram a quantia de R$ 17,9 mil.

Em uma terceira busca, informa o jornalista da CNN, mais R$ 250 foram encontrados nas partes íntimas do senador.

Situação constrangedora

A situação envolvendo o senador é tão absurda que o próprio relatório policial, ao fim da operação, explicita isso. O texto, segundo o jornalista Daniel Adjuto, diz o seguinte: “Esta equipe policial possui um vídeo da segunda busca pessoal efetuada, contudo, nesse caso, considerando a forma como os valores foram escondidos pelo senador bem no interior de suas vestes íntimas, deixo de reproduzir tais imagens neste relatório para não gerar maiores constrangimentos“.

Desdobramentos

Nesta quinta-feira, o senador Chico Rodrigues deixou o cargo de vice-líder do governo no Senado para, segundo ele, “aclarar os fatos e trazer à tona a verdade”. Chico Rodrigues nega qualquer acusação.

O presidente Jair Bolsonaro, questionado sobre o caso envolvendo o parlamentar que era seu vice-líder no Senado desde março de 2019, disse “não ter nada a ver com isso e que o combate a corrupção deve ser feito a todos”.

Vale lembrar que Chico Rodrigues tem longo histórico na política. Já foi vereador, deputado federal por cinco mandatos, vice-governador e governador de Roraima. Atualmente, como senador, tem empregado em seu gabinete Leo índio, sobrinho do presidente Jair Bolsonaro.

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, ainda determinou hoje o afastamento do senador Chico Rodrigues de suas funções no Congresso por 90 dias. A decisão agora segue para o Senado, que pode manter ou não a determinação do ministro.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes