Exposição presta homenagem às crianças vítimas do Holocausto

SÃO PAULO – Entre os dias 11 de março e 10 de abril, a capital paulista recebe uma exposição que marca uma homenagem especial às crianças vítimas do Holocausto e da violência

SÃO PAULO – Entre os dias 11 de março e 10 de abril, a capital paulista recebe uma exposição que marca uma homenagem especial às crianças vítimas do Holocausto e da violência em todo mundo. A mostra nomeada, #201cTão somente crianças: infâncias roubadas no Holocausto#201d, promovida pela Wizo São Paulo e com com curadoria do Museu do Holocausto de Curitiba, será aberta ao público, com visitação gratuita, e exibida no stand do Jardim das Perdizes.

#000a
#000a

Em exibição pela primeira vez em 2014, a mostra foi criada com um acervo especial do Museu do Holocausto, sediado em Curitiba, que recebeu contribuições de sobreviventes e instituições ligadas à memória do Holocausto em todo o mundo. Este museu é o primeiro espaço no Brasil com finalidade de expor, registrar e documentar a memória do Holocausto.

#000a
#000a

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O presidente da Associação Casa da Cultura Beit Yaacov, idealizador da exposição e do primeiro Museu do Holocausto no país, Miguel Krigsner, comenta que a violência é, mundialmente, uma experiência devastadora para as crianças. #201cA violência contra as crianças ao redor do mundo não pode mais ser admitida e a proposta desta exposição é, realmente, promover a reflexão do que pode ser feito para fazer a diferença e também para evitar que genocídios como o Holocausto voltem a acontecer. Destacando as crianças, discutimos qual sociedade estamos dispostos a proporcionar a elas#201d, destaca.

#000a
#000a

Durante a visitação, os participantes têm a possibilidade de conhecer histórias de resistência e sobrevivência, além de informações históricas distribuídas em 26 painéis sobre as 1,5 milhão de crianças assassinadas durante o Holocausto. Os visitantes terão acesso a depoimentos em vídeo e a um acervo especial de peças que retratam a memórias das vítimas, como documentos oficiais de nacionalidade, cartões postais enviados dos campos de concentração, cartas de familiares e peças pessoais: lenço de tecido, livro judaico de rezas, cadernetas de anotações, além de livro de registro de refugiados, bilhete de passagem, manuscritos, entre outros.

#000a
#000a

A exposição termina com um painel colorido onde estão registrados os direitos internacionais das crianças pela UNICEF, intercalados por gavetas que o público poderá abrir e se surpreender com reproduções de brinquedos e objetos relacionados à infância. Outras gavetas permanecerão fechadas, simbolizando as infâncias roubadas no Holocausto.

#000a
#000a

Serviço:

#000a
#000a

Exposição #201cTão Somente Crianças #2013 Infâncias Roubadas no Holocausto#201d, de 11 de março a 10 de abril, de 2ª feira a domingo das 8h30 às 18h. Entrada Franca. Local: Stand do Jardim das Perdizes, Av. Marques de São Vicente x Av. Nicolas Boer (Esq. Viaduto Pompéia)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes