Lactalis investe em fornecedores de leite no País

A francesa Lactalis pretende ampliar em 30% a produtividade nas propriedades que entregam leite para a companhia no Brasil.

São Paulo – A francesa Lactalis  pretende ampliar em 30% a produtividade nas propriedades que entregam leite para a companhia no Brasil. O plano faz parte do programa de fidelização com produtores brasileiros. O incremento deve ser alcançado no prazo de um ano, conforme estima o diretor de Comunicação Externa, Assuntos Regulatórios e Corporativos da Lactalis do Brasil, Guilherme Portella. De acordo com ele, a empresa tem 16 mil fornecedores no País, sendo metade deles no Rio Grande do Sul. Desse total, 2 mil fazem parte do Lactaleite, programa de fidelidade da companhia, criado em abril deste ano. Ele conta que, atualmente, a companhia capta 1,6 bilhões de litros de leite  por ano em propriedades por todo o País. Segundo ele, para aumentar o número de participantes no Lactaleite, a empresa, que já paga por qualidade, passou a oferecer assistência técnica, insumos a valor competitivo e de orientação. “O aumento da produtividade é o melhor caminho para incrementar a receita do produtor”, afirma o executivo.  Hoje, a produtividade varia entre 200 litros por dia e 600 litros dia entre os fornecedores da multinacional no Brasil.

derivados de leiteDerivados de leite

A companhia também investiu R$ 10 milhões na modernização da unidade de Teutônia (RS) para produzir uma linha nova de manteiga premium da marca Presidént. A planta tem capacidade para produção de 600 toneladas por mês. Os equipamentos foram trazidos da Europa e o primeiro lote do produto deve estar nas gôn-dolas até novembro deste ano. “Acreditamos que existe espaço para produtos premium para queijos e leites”, reforça o CEO da companhia no Brasil, André Salles.A empresa atua no País com as marcas Boa Nata, Poços de Caldas, Santa Rosa, Balkis, DoBon, Cotochés, Elegê e Batavo. A Lactalis também pretende exportar 50 toneladas de leite para o Uruguai e a Argentina, em um momento em que o mercado nacional enfrenta queda de consumo, devido a crise econômica, enquanto a produção de leite cresce.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes