Saiba quais são os 10 carros mais valorizados em 2020

A pandemia do novo coronavírus balançou um pouco a indústria automotiva. Confira os 10 carros que mais valorizaram e desvalorizaram no ano de 2020.

De acordo com um levantamento da Kelley Blue Book (KBB), empresa de pesquisa do mercado de trabalho automotivo, em 2020, a indústria também sentiu altos e baixos devido a paralisação das fábricas por conta do novo coronavírus. Segundo os dados, o efeito dos fortes aumentos dos modelos zero quilômetros levou a um momento atípico do mercado de vendas. Quando imaginavam uma queda nesses modelos, alguns seminovos tiveram uma valorização especial. Veja os 10 carros mais valorizados e desvalorizados em 2020.

Top 10 carros mais valorizados em 2020

Conforme a tabela mostra, o Toyota RAV-4 2020 seminovo, por exemplo, é vendido em dezembro, segundo o preço praticado pelos lojistas, com média de 12,47% de valorização em relação ao preço de 0km de janeiro. O que quer dizer, é: ele é um carro vendido seminovo, em média, mais caro do que seu preço original 0km do começo do ano.

Toyota RAV4

Imagem do modelo de carro toyota rav4 2020
Toyota rav4 (foto: reprodução)
1 -Toyota RAV4 12,4%

2 – Mercedes-AMG GT

8,52%
3 – BMW M2 7,38%
4 – Mercedes-AMG G 63 7,23%
5 – Mercedes-Benz GLE 6,58%
6 – Volkswagen Tiguan Allspace 6,16%
7 – Mercedes-Benz Classe A Sedan 5,95%
8 – Mercedes-AMG C 63 5,49%
9 – Audi Q3 3,37%
10 – Range Rover Vogue 2,70%

 

Top 10 carros mais desvalorizados em 2020

Contudo, de acordo com a publicação, os 10 carros que mais desvalorizaram no ano de 2020 são quase todos pertencentes a marcas premium. O destaque fica por conta do modelo Jaguar XF, pertencente ao mercado de lojistas em média com -24,6% de desvalorização em comparação com seu Preço 0km no início do ano. Na lanterna dos negativos, também está o Fiat Weekend ( – 23,74%). 

Veja também: Veja os 20 carros mais vendidos no Brasil em novembro de 2020

Jaguar XF está entre os carros mais valorizados

Imagem do modelo jaguar xf
Jaguar xf (foto: reprodução)
1 – BMW Série 7 – 15,99%
2 – Mercedes-Benz Classe E – 16,19%
3 – Mercedes-Benz Classe S – 16,47%
4 – Mercedes-AMG CLA 45 – 18,50%
5 – Audi A3 Sedan – 19,32%
6 – Suzuki Jimny Sierra – 20,29%
7 – Citroën C4 Lounge – 20,88%
8 – Audi A6 – 21,16%
9 – Fiat Weekend – 23,74%
10 – Jaguar XF – 24,6%

 

Sobre a Kelley Blue Book

Criada em 1926 nos Estados Unidos, a Kelley Blue Book é referência em preços de carros novos e usados tanto para quem compra quanto para quem vende. Ela usa como base de cálculo para o Preço KBB valores de mercado praticados regionalmente. Também é a única a produzir uma tabela que leva em conta fatores como quilometragem, cor, nível de equipamentos e estado de conservação do veículo. E que permite que ninguém perca dinheiro na negociação: seja de um novo ou de um usado. Também oferece conteúdo editorial abrangente em texto e vídeo, com dicas e avaliações de especialistas, ferramentas para comparação de carros e opinião do dono.

Referência em precificação no mercado automotivo norte-americano, a KBB está no Brasil desde outubro de 2017. A sede da Kelley Blue Book é baseada em Irvine, Califórnia, e faz parte da Cox Automotive. 

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.