Conheça a história do desenho das calçadas paulistanas

Arquiteta Mirthes Bernardes ganhou o prêmio do desenho icônico que se tornaria símbolo da cidade de SP; calçadas paulistanas se tornaram um marco nacional.

Criadora do tão conhecido desenho geométrico das calçadas paulistanas, morreu na última sexta-feira (18) aos 87 anos. A arquiteta Mirthes Bernardes deixa o seu legado memorável de um ícone tão representativo da cidade de São Paulo. A causa da morte ainda não foi divulgada porém, todos sabem que sua autora não está mais entre nós.

História das calçadas paulistanas

Ao participar do concurso da prefeitura de São Paulo em 1966, na então gestão do prefeito Faria Lima, Mirthes Bernardes, que trabalhava na secretaria de Obras da Prefeitura, desenvolveu o desenho que intercala o símbolo da cidade e do estado de São Paulo.

Ela fez um desenho do mapa estilizado da cidade e ganhou o concurso e, com isso, boa parte do calçamento da cidade ficou marcado pelo desenho.

Mirthes Bernardes não recebeu nada pelo prêmio

A arquiteta não ganhou nenhuma remuneração por desenvolver o desenho e ceder o projeto à Prefeitura.

Mesmo com o sucesso alcançado, Mirthes Bernardes que foi uma devota da cidade de São Paulo, não ganhou nenhum centavo pelo uso disseminado de sua criação. Grandes marcas renomadas utilizam a forma geométrica clássica das calçadas paulistanas em seus produtos, porém, não creditam o nome da arquiteta à figura.

Sao paulo museu casa brasileira calcada

Ela chegou a patentear a sua obra, e foi informada que receberia uma porcentagem pelas calçadas implementadas mas não pelos canteiros centrais com o seu desenho. E nem assim, em vida, recebeu algo por isso.

Mirthes Bernardes e calçadas Paulistanas

Morre mirthes bernardes, criadora das calçadas paulistanas
A escadaria que leva o nome da arquiteta foi inaugurada em 2017 na rua joaquim antunes em pinheiros (foto: rueira paulistana)

Em seu perfil do Facebook, Mirthes Bernardes deixava claro a paixão pelo projeto que criou. Segundo fontes, a arquiteta desenvolveu o esboço do que viria a se tornar um símbolo icônico de São Paulo num papel vegetal, sem muitas pretensões.

Foi também na rede social que um sobrinho anunciou o falecimento da arquiteta. Na postagem ele disse: “Hoje nos despedimos de nossa tia e grande artista Mirthes Bernardes, que tanto contribuiu para a grandeza da Cidade de São Paulo, com o projeto, criado por ela, do calçamento com o desenho estilizado da cidade! Que ela descanse em paz e olhe por nós! Vai a dor e fica a Saudade!”.

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.