Mapa do ruído é aprovado por vereadores

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou em segunda votação, o projeto de lei que a prevê a elaboração de um Mapa do Ruído.

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou em segunda votação, na quarta-feira (22), o projeto de lei que a prevê a elaboração, por parte da prefeitura, de um Mapa do Ruído para a cidade de São Paulo. O PL 75/2013, dos vereadores Andrea Matarazzo (PSD) e Aurélio Nomura (PSDB), tem como objetivo oficializar o mapeamento das emissões sonoras, criando, assim, bases concretas para a revisão e aperfeiçoamento da legislação vigente sobre a questão do ruído na cidade de São Paulo.

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) mostram que o ruído está entre as três maiores causas da poluição ambiental, ao lado da poluição da água e do ar. Em função disso, 10% da população mundial apresentam algum tipo de deficiência auditiva. Esta é a segunda iniciativa, de Matarazzo, focada no combate à poluição sonora. A primeira delas foi a criação, em caráter anual, da Conferência Municipal sobre Ruídos e Perturbações Sonoras.

justiçaAprovação do mapa de ruído

“Tentamos a aprovação do Mapa de Ruído no texto do Plano Diretor e também na nova Lei de Zoneamento, mas infelizmente foi vetado pela Prefeitura. Esse mapa é importante para identificar as zonas de ruído da cidade, as causas, para então definir como melhorar esta questão. As pessoas podem até escolher onde morar e trabalhar em função do barulho de determinada região”, explica o vereador do PSD. Entre as diretrizes do projeto de lei estão, além de realizar consultas públicas sobre o assunto, fomentar o uso de novas tecnologias para mitigar as emissões de ruído acima dos níveis estabelecidos pela legislação, a difusão de campanhas educativas e o estabelecimento de “Zonas de Tranquilidade

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes