Vendas na Black Friday 2020 crescem 6,1% em relação ao ano passado

A Black Friday 2020 registrou volume maior em lojas online. Pela primeira vez, o número de vendas virtuais superou as vendas em lojas físicas.

A Black Friday 2020 movimentou o comércio no último fim de semana, entre os dias 27 e 29 de novembro. Segundo o Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio, as vendas em lojas de rua e shoppings center registraram um aumento de 6,1% em relação ao ano anterior. Além disso, durante a semana houve um crescimento de 0,6% em comparação com o mesmo período em 2019.

Sendo assim, o crescimento mostra uma melhora no setor varejista no segundo semestre de 2020. O economista do Serasa Experian, Luiz Rabi declarou que  “a reabertura do comércio e o aumento da massa de renda da população, com a liberação da primeira parcela do décimo terceiro salário, ajudaram a registrar índices positivos pela primeira vez em 2020″.

Contudo, apesar do bom crescimento, o resultado é o pior dos últimos três anos, segundo o economista do Serasa Experian, Luiz Rabi. “. “A situação está melhor do que no início da pandemia, mas é preciso ter cautela e aguardar outros resultados para sinalizarmos uma retomada mais acelerada da economia”.

Vendas online na Black Friday 2020

As vendas online registrou aumento significativo na Black Friday 2020. Segundo balanço do Itaú Unibanco, as vendas virtuais atingiram 50,4% do total do volume de negociações do evento comercial. Sendo assim, um crescimento de 12,9% em comparação com a Black Friday 2019.

Além disso, o Itaú Unibanco afirmou que o volume de vendas em lojas online foi maior que o de lojas físicas, pela primeira vez no Brasil. Uma das razões é a pandemia de covid-19 e a como forma de evitar aglomerações entre os consumidores. Portanto, o número de vendas em lojas físicas diminui 27% em relação a 2019.

Por fim, o crescimento das vendas online foi resultado do aumento do volume de pedidos de quatro setores: restaurantes, material de construção, drogarias e cosméticos e lojas de departamento.

 

Leia também

Vai trocar presentes de Natal? Conheça os seus direitos antes 

Golpes da Black Friday: como evitar sites e buscar ajuda 

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes