Brasil tem déficit de US$ 4 bi nas contas externas, em março

No primeiro trimestre país registrou déficit de US$ 15,36 bi, compensados pelo investimento estrangeiro direto 40% maior

O Brasil encerrou o mês de março com um déficit de US$ 4 bilhões nas contas externas, resultado 7% inferior ao registrado em março de 2020. Em 12 meses,  o déficit em transações correntes encerrados em março de 2021 somou US$ 17,8 bilhões, ante US$ 18,1 bilhões em fevereiro deste ano. No primeiro trimestre de 2021, o déficit foi de R$ 15,36 bilhões, queda de 28,9% na comparação com os três primeiros meses de 2020. O menor valor para o período, desde 2017. Os números foram divulgados nesta segunda-feira, 26, pelo Banco Central.

Apesar da melhora no resultado de março quando comparado a 2020,  o saldo da balança comercial apontou queda de US$ 2,5 bilhões em março. A balança comercial de bens apresentou déficit de US$ 437 milhões em março, ante um superávit de US$ 2,1 bilhões em igual mês do ano passado. As exportações de bens totalizaram US$ 24,6 bilhões no mês passado, resultado que representa crescimento de 33,7% em relação a março de 2020. As importações somaram US$ 25,0 bilhões, alta de 53,6% sobre 2020.

No setor de serviços, o Brasil fechou o mês passado com déficit de US$ 1,1 bilhão, queda de 36,5% em relação a igual mês de 2020, quando fechou com um déficit de US$ 1,7 bilhão.  A conta de viagens internacionais apresentou despesas líquidas de US$ 100 milhões em março de 2021, ante US$ 227 milhões em março de 2020, recuo de 56,1%.  Já nos 12 meses  encerrados em março de 2021, as despesas de viagens internacionais líquidas ficaram em US$ 1,1 bilhão, menor valor desde junho de 2006, e um reflexo das restrições de mobilidade impostas pela pandemia da covid-19.

Investimento Direto

Os investimentos diretos no país encolheram em março, registrando R$ 6,9 bilhões. Em março de 2020, foi de US$ 7,4 bilhões. Mas cresceram 40,3% no primeiro trimestre do ano, somando US$ 17,70 bilhões, maior valor para o período desde 2018.  No primeiro trimestre de 2020, os investimentos diretos foram de US$ 12,621 bilhões, segundo o Banco Central. 

Segundo o governo, o total de investimentos estrangeiros diretos no primeiro trimestre do ano ajudou a cobrir o déficit de US$ 15,361 bilhões das contas externas no período. Para o mês de abril, a estimativa do Banco Central é de um investimento direto de US$ 4,9 bilhões.

Você pode gostar também
buy cialis online