Pix poderá ser usado para pagar faturas e recargas de celular

O anúncio se origina do acordo entre o BC e o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTeleBrasil)

Nesta quarta-feira (16), o Banco Central anunciou que o Pix poderá ser usado para pagar faturas de celular, além da recarga de serviços pré-pagos móveis e fixos. O anúncio se origina do acordo entre o BC e o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTeleBrasil).

 

Pagamento de faturas com o Pix

Segundo comunicado divulgado pelo BC, “a parceria tem o objetivo de proporcionar o Pix como alternativa, melhorando a experiência de pagamento dos usuários e a gestão financeira dos recebimentos das empresas de telefonia móvel. Além disso, reforça o Pix como uma alternativa de pagamento entre a população brasileira”.

O acordo do Pix para o pagamento de faturas é mais um de uma série que o Banco Central vem fechando desde antes da operação plena do Pix. Por enquanto não haverá qualquer restrição para outras formas de pagamento. “A utilização do Pix para pagamento do celular será feita gradualmente, de forma autônoma, voluntária e independente pelas empresas”, informou o BC.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O que é o Pix?

O Pix é um sistema e funcionalidade disponível em aplicativos de bancos e fintechs onde a pessoa já tem conta. Após cadastrar, ele torna as transferências mais ágeis que o DOC/TED, e pode ser feito sete dias por semana, 24 horas por dia. Além disso, também promete realizar as operações em apenas 10 segundos. Contudo, os demais modos de pagamento continuam valendo. Dessa forma, o pagamento instantâneo é mais uma modalidade. Entre os objetivos do Pix, de acordo com o Banco Central, está a intenção de aumentar a competitividade do mercado, baixar o custo para os clientes, incentivar a eletronização do mercado de pagamentos de varejo e promover a inclusão financeira.

 

Como se cadastrar no Pix?

Aderir ao Pix é muito simples, bastando criar uma chave do Pix. Para isso, é possível usar os canais de atendimento do banco ou instituição financeira em que você tem conta. Nesse sentido, para efetuar as transações é preciso, primeiro cadastrar uma chave de endereçamento. As chaves Pix podem ser:

  • CPF e/ou CNPJ;
  • E-mail;
  • Número de telefone celular;
  • Chave aleatória, entre números e letras, com 32 dígitos.

Cada pessoa pode ter até cinco chaves para cada conta bancária. Contudo, não é possível cadastrar a mesma chave do Pix em mais de um banco. Entretanto, dentre as opções, acredita-se ser mais seguro cadastrar o número do CPF como chave.

 

Leia também:

PIX: 4 coisas que não devem ser feitas utilizando o sistema

Pix: quanto dinheiro posso transferir com o sistema?

Fonte Uol

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes