CNIS: entenda o que é o cadastro e quais as informações contidas

Trata-se de um documento utilizado pelo Instituto Nacional do Seguro Social para comprovar o direito a benefícios como a aposentadoria. Veja quais as informações o cadastro deve conter:

Para alcançar a aposentadoria, o segurado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deve apresentar as informações que comprovem o direito ao benefício. Assim, o órgão pode fazer a apuração do tempo de contribuição, e também é possível verificar a manutenção da qualidade de segurado. Mas você sabe quais informações o INSS usa de base para dar o direito aos benefícios? E quais são as informações contidas no Cnis?

 

O que é o Cnis?

O Cadastro Nacional de Informações Sociais (Cnis) é um extrato que inclui informações sobre as contribuições ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) do segurado. É importante apresentá-lo para ter acesso à aposentadoria e a outros benefícios pagos pelo órgão.

O documento serve como base para o INSS verificar se o cidadão tem ou não direito ao benefício solicitado. Por isso, é recomendado observar se as informações estão corretas, ao comparar com registros na carteira de trabalho, por exemplo. Afinal, não é o segurado que lança os dados no Cnis, mas sim o próprio INSS. Portanto, a função do Cnis é:

  • Servir de comprovação da sua situação regular, quando você precisa utilizar algum dos serviços disponibilizados pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS);
  • Servir como documento comprobatório do tempo de contribuição ao INSS, quando você for dar entrada em sua aposentadoria.

Qualquer trabalhador e segurado da Previdência Social pode ter acesso ao extrato, além de acompanhar os registros.

 

Quais informações estão contidas no Cnis?

Cnis

No Cnis, é possível identificar o filiado a partir de informações pessoais dispostas. Ou seja, nome, NIT, CPF e data de nascimento. Além disso, contém as relações previdenciárias que descrevem cada vínculo e relação do segurado conforme o período contributivo. São as seguintes informações:

  • Sequencial de vínculos, para indicar a relação previdenciária;
  • CNPJ/CEI/CPF;
  • Origem do vínculo, ou seja, de quem é o CNPJ/CEI/CPF;
  • Número do benefício, caso trate de um;
  • Data de início e fim do vínculo previdenciário;
  • Tipo filiado no vínculo, então, podendo ser de Empregado, Contribuinte Individual, Empresário/Empregador, Trabalhador Avulso, Empregado Doméstico, Segurado Especial ou Segurado Facultativo;
  • Última remuneração;
  • Situação do benefício, que pode ser ativo, indeferido ou suspenso;
  • Competência/mês da remuneração;
  • Remuneração;
  • Por fim, indicadores.

 

Como consultar as informações do Cnis?

É possível tirar o extrato do Cnis pela internet, através do site ou aplicativo Meu INSS. Veja o passo a passo:

  1. Fazer login do site ou aplicativo Meu INSS;
  2. Clicar em “Do que você precisa?”;
  3. Procurar por “extrato de contribuição” e selecionar o serviço;
  4. Por fim, para tirar o extrato do Cnis basta clicar em “Baixar PDF”.

 

Como atualizar o cadastro?

Entretanto, no caso do segurado encontrar alguma informação errada no Cnis, a atualização não poderá ser feita de maneira imediata. Dessa maneira, a mesma pode ocorrer durante o período de análise para concessão do benefício, etapa em que se faz uma verificação dos dados. Sendo assim, o cidadão pode reunir documentos que comprovem a informação errada no cadastro. O que pode incluir itens como a carteira de trabalho, contratos, holerites e extratos do FGTS. É importante garantir a atualização, pois dados incorretos na contribuição podem ter como consequência o valor da aposentadoria mais baixo, por exemplo.

 

Leia também:

Atrasados do INSS: saiba como funciona para quem espera por benefício

Consultar benefício do INSS pelo CPF: veja 3 maneiras

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.