CNIS: entenda o que é o cadastro e quais as informações contidas

Trata-se de um documento utilizado pelo Instituto Nacional do Seguro Social para comprovar o direito a benefícios como a aposentadoria. Veja quais as informações o cadastro deve conter:

Para alcançar a aposentadoria, o segurado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deve apresentar as informações que comprovem o direito ao benefício. Assim, o órgão pode fazer a apuração do tempo de contribuição, e também é possível verificar a manutenção da qualidade de segurado. Mas você sabe quais informações o INSS usa de base para dar o direito aos benefícios? E quais são as informações contidas no Cnis?

 

O que é o Cnis?

O Cadastro Nacional de Informações Sociais (Cnis) é um extrato que inclui informações sobre as contribuições ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) do segurado. É importante apresentá-lo para ter acesso à aposentadoria e a outros benefícios pagos pelo órgão.

O documento serve como base para o INSS verificar se o cidadão tem ou não direito ao benefício solicitado. Por isso, é recomendado observar se as informações estão corretas, ao comparar com registros na carteira de trabalho, por exemplo. Afinal, não é o segurado que lança os dados no Cnis, mas sim o próprio INSS. Portanto, a função do Cnis é:

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

  • Servir de comprovação da sua situação regular, quando você precisa utilizar algum dos serviços disponibilizados pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS);
  • Servir como documento comprobatório do tempo de contribuição ao INSS, quando você for dar entrada em sua aposentadoria.

Qualquer trabalhador e segurado da Previdência Social pode ter acesso ao extrato, além de acompanhar os registros.

 

Quais informações estão contidas no Cnis?

No Cnis, é possível identificar o filiado a partir de informações pessoais dispostas. Ou seja, nome, NIT, CPF e data de nascimento. Além disso, contém as relações previdenciárias que descrevem cada vínculo e relação do segurado conforme o período contributivo. São as seguintes informações:

  • Sequencial de vínculos, para indicar a relação previdenciária;
  • CNPJ/CEI/CPF;
  • Origem do vínculo, ou seja, de quem é o CNPJ/CEI/CPF;
  • Número do benefício, caso trate de um;
  • Data de início e fim do vínculo previdenciário;
  • Tipo filiado no vínculo, então, podendo ser de Empregado, Contribuinte Individual, Empresário/Empregador, Trabalhador Avulso, Empregado Doméstico, Segurado Especial ou Segurado Facultativo;
  • Última remuneração;
  • Situação do benefício, que pode ser ativo, indeferido ou suspenso;
  • Competência/mês da remuneração;
  • Remuneração;
  • Por fim, indicadores.

 

Como consultar as informações do Cnis?

É possível tirar o extrato do Cnis pela internet, através do site ou aplicativo Meu INSS. Veja o passo a passo:

  1. Fazer login do site ou aplicativo Meu INSS;
  2. Clicar em “Do que você precisa?”;
  3. Procurar por “extrato de contribuição” e selecionar o serviço;
  4. Por fim, para tirar o extrato do Cnis basta clicar em “Baixar PDF”.

 

Como atualizar o cadastro?

Entretanto, no caso do segurado encontrar alguma informação errada no Cnis, a atualização não poderá ser feita de maneira imediata. Dessa maneira, a mesma pode ocorrer durante o período de análise para concessão do benefício, etapa em que se faz uma verificação dos dados. Sendo assim, o cidadão pode reunir documentos que comprovem a informação errada no cadastro. O que pode incluir itens como a carteira de trabalho, contratos, holerites e extratos do FGTS. É importante garantir a atualização, pois dados incorretos na contribuição podem ter como consequência o valor da aposentadoria mais baixo, por exemplo.

 

Leia também:

Atrasados do INSS: saiba como funciona para quem espera por benefício

Consultar benefício do INSS pelo CPF: veja 3 maneiras

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes