Novo fator previdenciário começa em dezembro; veja o que muda

Essa mudança vai afetar quem se aposentar pela regra de transição com pedágio de 50%, que entrou em vigor com a reforma da Previdência.

Segurados do INSS terão um novo fator previdenciário para se aposentar. Isso porque, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira (26) a atualização da expectativa de vida da população do país. Esse indicador serve como base para o fator previdenciário.

Segundo o IBGE, na pesquisa Tábua Completa de Mortalidade para o Brasil, houve um aumento da expectativa de vida de 76,3 em 2018 para 76,6 anos em 2019.

Novo fator previdenciário

A nova tabela será divulgada até segunda-feira (30). Ao passo que na terça-feira (1º) começa a valer. Essa mudança vai afetar quem se aposentar pela regra de transição com pedágio de 50%, que entrou em vigor com a reforma da Previdência. Ao passo que, os segurados que cumpriram as regras antes da reforma, devem ter o cálculo da aposentadoria de acordo com tabelas anteriores.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A saber, o fator previdenciário é um índice usado para calcular alguns tipos de aposentadoria, como a por tempo de contribuição. Na prática, quanto mais cedo a pessoa entrar com o pedido, menor será o seu valor. Essa cálculo é atualizado de acordo com a mudança da expectativa de vida.

Sendo assim, conforme informou o jornal Agora São Paulo em relação à análise da Conde Consultoria Atuarial, ao considerar aumento médio de 56 dias na expectativa de vida, os segurados terão um novo fator previdenciário que diminui o valor de suas aposentadorias em 0,73%, em média. Desse modo, para compensar essa alteração será necessário aumentar o tempo de contribuição em mais dois meses.

A regra de transição do pedágio de 50% vale para quem está a dois anos de completar o tempo mínimo de contribuição, então é possível se aposentar sem idade mínima mas com o fator previdenciário. Para isso é preciso de cumprir um pedágio de 50% sobre o tempo que faltava quando a reforma da Previdência entrou em vigor. Por exemplo, o segurado que estava a 1 ano da aposentadoria, deve trabalhar mais 6 meses.

 

Leia também:

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes