PIX: 4 coisas que não devem ser feitas utilizando o sistema

O Pix é um sistema de pagamentos instantâneos, assim como o TED e DOC, boletos bancários, transferências entre contas e cartões, crédito ou débito. Os pagamentos podem ser feitos de dois até dez segundos, 24 horas por dia, sete dias por semana. Contudo, apesar da facilidade do cadastro de chaves, o cliente das instituições financeiras devem ter atenção no que não devem fazer utilizando o Pix para proteger suas contas.

 

1. Cadastrar chaves iguais em contas diferentes

As chaves eletrônicas facilitam o recebimento do dinheiro, não sendo necessário informar dados sensíveis a terceiros. Assim, basta uma única informação para conseguir realizar a transação. A chave serve como uma identidade, e não deve ter repetição. Dessa maneira, é importante optar por chaves diferentes conforme a instituição financeira.

 

2. Usar aplicativos de terceiros

- PUBLICIDADE -

O Pix só existe e deve ter uso nos aplicativos de bancos, instituições financeiras e fintechs. Dessa forma, caso haja a solicitação para entrar em um link ou site diferente para fazer o pagamento, é importante desconfiar.

 

3. Compartilhar senha

Para realizar transações e transferências, apenas é necessário fornecer a chave do Pix. Portanto, não é preciso compartilhar senhas do internet banking, cartão ou aplicativo bancário. O Pix tem a chave como fim para proteger os dados mais sensíveis, e simplificar a transação.

 

4. Enviar dinheiro com conta zerada

Diferente de uma transação de crédito, o Pix é automático. Ou seja, o dinheiro sai da sua conta no momento da transação. Funciona como um TED ou DOC. Portanto, não é possível que o banco faça o desconto se não possuir os valores na conta.

 

Como evitar golpes com o sistema?

O novo sistema traz diversas facilidades para pagamentos e transações em dinheiro, mas pode ser um alvo. Por isso, clientes devem estar atentos no uso da ferramenta que, mesmo segura, o Pix pode sofrer golpes.

 

Não clique em links desconhecidos

O phishing é uma fraude eletrônica com fim de roubar dados pessoais para fazer compras e transferências de valores. Links enviados através de redes sociais, WhatsApp, e-mail ou SMS podem ser golpes simulando o Pix para roubar senhas de consumidores. Este link pode redirecionar o usuário a uma página falsa e muitas vezes como uma loja conhecida ou banco. Portanto, o ideal pe utilizar apenas canais oficiais.

 

Não usar em dispositivos e wi-fi públicos

Além disso, também é importante não usar computadores públicos ou celulares de outras pessoas, ou mesmo utilizar um wi-fi aberto, carregadores de pessoas desconhecidas e transações enquanto o celular estiver em uma tomada de um lugar público utilizando o carregador de terceiros.

 

Confirme os dados

- PUBLICIDADE -

O Pix serve para simplificar os pagamentos e transferências de dinheiro, mas é importante conferir e confirmar se as chaves e os dados do destinatário estão mesmo corretos.

 

Leia também:

Pix: quanto dinheiro posso transferir com o sistema?

Pix: existe limite para as transações ou transferências?