Inscrição do Fies: entenda como funciona e como participar

Inscrições para o programa começam hoje e vão até 29 de janeiro, e devem financiar a graduação de estudantes matriculados em cursos superiores de instituições educacionais privadas

As inscrições para o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) de 2021 já estão abertas. Através do programa, os candidatos podem ter acesso ao financiamento em uma faculdade particular utilizando a nota do Enem. A seguir, Fundo de Financiamento Estudantil.

Em 2021, as inscrições vão do dia 26 até o dia 29 de janeiro, e o resultado deve ser dispobilizado em 2 de fevereiro. Entenda como funciona e como fazer a inscrição no Fies:

 

O que é Fies?


O Fundo de Financiamento Estudantil foi criado em 1999, segundo o portal do FNDE, com o objetivo de financiar a graduação de estudantes matriculados em cursos superiores presenciais, não gratuitos e com avaliação positiva nos processos de avaliação conduzidos pelo Ministério da Educação. Assim, tem como função conceder financiamento, com juros zero, de cursos superiores em instituições educacionais privadas. O benefício é concedido para aqueles que tiverem bom desempenho no Enem e conseguirem aprovação nas faculdades que aderem ao programa. O percentual máximo do valor do curso financiado é definido de acordo com a renda familiar e os encargos educacionais cobrados pelas instituições de ensino.

 

O que é o Novo Fies?

O novo FIES é um modelo de financiamento estudantil moderno, que divide o programa em diferentes modalidades, possibilitando juros zero a quem mais precisa e uma escala de financiamentos que varia conforme a renda familiar do candidato. Além disso, o novo Fies tem regras específicas e funciona com recursos dos fundos constitucionais e dos bancos privados participantes, o que implica cobrança de juros.


 

Como funciona a seleção do Fies?

O Fies pode financiar de 50% até 100% do valor da mensalidade de um curso de graduação, dependendo da renda mensal da família do estudante. Para realizar a inscrição no Fies, os candidatos devem acessar a página do FIES Seleção e fazer o cadastro. Utilizando as pontuações obtidas pelos candidatos no Enem, as notas de corte do Fies variam de acordo com o desempenho dos candidatos que disputam uma mesma vaga – mesmo curso, faculdade, turno e unidade – naquele semestre.

Desde o dia de abertura das inscrições para o programa, os candidatos vão colocando suas notas no site do Fies – e consequentemente, as notas de corte dos cursos e das faculdades também aumentam. Caso a sua pontuação for maior que a nota de corte apresentada no sistema, você provavelmente conseguirá uma vaga no programa.

Assim, a concorrência por uma vaga cresce na medida em que pessoas com maiores notas cadastram seu interesse por um curso. No Fies, as notas de corte mudam diariamente até o final da seleção. Por isso, é preciso ficar atento às variações da concorrência para não perder a vaga e ficar de fora.

O candidato deve apresentar a nota do Enem, a partir da edição de 2010. Além disso, deve ter tirado acima de 450 pontos, não ter zerado a redação e comprovar renda familiar. É estimado que o financiamento seja quitado em um prazo de 14 anos e o estudante terá o pagamento descontado diretamente da sua renda.

 

Quem pode se inscrever?


Para conseguir o financiamento a juros zero, o candidato deve comprovar renda de até três salários mínimos, no máximo. Assim, são classificados de preferência para  qual eles se inscreveram, atendida a prioridade indicada dentre até três opções de curso/turno/local de ofertas escolhidas, em ordem decrescente e de acordo com as notas recebidas no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

Após a conclusão do curso, o estudante realizará a amortização do saldo devedor do financiamento de acordo com a sua realidade financeira, ou seja, a parcela da amortização será variável de acordo com a renda e nos casos de o estudante não ter renda, será devido apenas o pagamento mínimo. Para participar do processo seletivo do Fies, é necessário obedecer aos seguintes critérios:

  • Apresentar desempenho de pelo menos 450 pontos na média das provas e nota acima de zero na redação de qualquer edição do Enem a partir de 2010;
  • Possuir renda familiar bruta mensal de no máximo três salários mínimos por pessoa;
  • Ou, na modalidade P-Fies, que tem juros variáveis e é direcionada a alunos com renda mensal familiar de até cinco salários mínimos

 

Quem não pode fazer a inscrição no Fies?

Não poderão se candidatar ao processo seletivo do Fies os alunos:

  • cuja matrícula acadêmica esteja em situação de trancamento geral de disciplinas no momento da inscrição;
  • que já tenham sido beneficiados pelo Fies;
  • que sejam responsáveis por inadimplência junto ao Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC);
  • beneficiários de bolsa integral do Programa Universidade para Todos (ProUni);
  • beneficiários de bolsa parcial do Programa Universidade para Todos, em curso/habilitação/turno diferente daquele vinculado à bolsa ProUni; e
  • cuja renda bruta total mensal familiar seja inferior ao valor da mensalidade do curso a ser financiado. Essa restrição não se aplica aos bolsistas parciais de 50% do ProUni e aos bolsistas complementares de 25%, pois esse grupo não passa por processo seletivo para obter o Fies – já tem assegurado o financiamento desde que observadas algumas condições.

 

Como saber o valor da minha dívida no Fies?

A consulta sobre o saldo devedor pode ser feita diretamente com o banco responsável pelo financiamento, onde o contrato de empréstimo foi feito. Caso o estudante não pague a dívida do Fies, terá o nome incluído na lista de inadimplentes do Serasa.

Datas de inscrição do prouni e fies 2021 impedem uso da nota do enem
(foto: reprodução/mec)

Como se inscrever?

A inscrição no Fies 2021/1 é gratuita e on-line. Para se inscrever no processo seletivo, o estudante deve acessar o site oficial do Fies, a partir de amanhã e seguir os passos:

  1. Realizar o login informando o CPF, data de nascimento, e-mail e gerar uma senha e validar os dados por e-mail.
  2. Acessar o sistema do Fies e começar a inscrição
  3. Completar com os dados pessoais necessários e selecionar o curso e a instituição em que pretende ingressar. É possível selecionar três cursos, na ordem de prioridade que o candidato prefere.
  4. Depois o candidato deve aguardar a lista dos pré-selecionados para dar continuidade à sua inscrição e ingresso no ensino superior.

Portanto, aqueles que forem pré-selecionados na chamada única devem complementar informações na inscrição do sistema. Para isso, devem seguir os prazos determinados me edital e acessar o site do Fies. Da mesma maneira, aqueles que estiverem na lista de espera e forem pré-selecionados devem acessar e complementar a inscrição com o fim da contratação do financiamento no prazo de três dias úteis após a pré-seleção ser divulgada.

Após a complementação da inscrição, o candidato precisa ir até a CPSA (Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento) para validar suas informações em até cinco dias contados a partir do dia seguinte ao da complementação da sua inscrição na modalidade do Fies. Além disso, deve comparecer a um agente financeiro em até dez dias, contados a partir do terceiro dia útil depois da data da validação da inscrição pela CPSA. Ele vai precisar levar a documentação exigida e especificada nos normativos vigentes para fins de contratação e, uma vez aprovada pelo agente financeiro, formalizar a contratação do financiamento.

 

Calendário do Fies 2021

  • Inscrição: 26 a 29 de janeiro de 2021;
  • Prazo para renegociação do Fies: até 31 de janeiro de 2021;
  • Resultado: 2 de fevereiro de 2021;
  • Complementação da inscrição – pré-selecionados em chamada única: 3 a 5 de fevereiro de 2021;
  • Convocação através de lista de espera: 3 de fevereiro até 18 de março de 2021.

 

Posso usar a nota do Enem 2020?

Excepcionalmente, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 não será utilizado no Fies 2021/1, pois as notas do exame só serão divulgadas no final de março. O Fies do segundo semestre aceitará as notas do Enem 2020.

Podem participar do Fies 2021/1 os candidatos que fizeram uma das edições do Enem entre 2010 e 2019, tendo média mínima de 450 pontos nas provas e nota acima de zero na redação. É necessário comprovar renda de até três salários mínimos por pessoa da família para participar do Fies.

 

Quais cursos participam do Fies?

Para saber quais cursos devem participar, é possível realizar a consulta de vagas do Fies 2021/1, que já está aberta. A pesquisa utiliza dados de preferência como estado, municípios, curso, instituição de ensino, local de oferta e conceito do curso.

O Fies 2021 vai oferecer 93 mil vagas em faculdades particulares, sendo 40 mil neste primeiro semestre. A lista de cursos disponíveis e a distribuição de vagas mudam a cada edição e podem ser consultadas durante o período de inscrições para o processo seletivo.

 

Como é calculada a nota de corte do Fies?

Nota de corte final é aquela que fica estabelecida após encerrado o período das inscrições no FIES. Cada curso terá a sua própria nota de corte final. Ela é calculada de acordo com três critérios:

  • Número de vagas disponíveis para determinada combinação de curso, faculdade, turno e campus;
  • Número de candidatos inscritos para essas vagas;
  • Notas do Enem dos candidatos que concorrem a essas vagas.

Ela equivale, então, à nota que o último candidato classificado obteve no Enem. Em suma, quanto menor o número de vagas oferecidas por um curso, maior poderá ser a nota de corte. Da mesma forma, quanto maior a procura e quanto mais qualificados os candidatos, maior poderá ser a nota de corte.

 

Leia também:

Saiba quais programas utilizam a nota do Enem

Confira o gabarito extra oficial do segundo dia do Enem 2020

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.