Como trabalhar em casa: confira 12 ideais rentáveis

Dentre as possibilidades, muitas tem foco em portfólio e habilidades, enquanto outras são opções para aqueles que já possuem formação ou estão inseridos no mercado

Trabalhar em casa e ganhar dinheiro não acontece por mágica. Da mesma maneira, escolher os caminhos profissionais para trilhar e conseguir se sustentar podem ser difíceis, mas trabalhar no conforto da sua residência ainda é possível. Dentre as possibilidades, muitas delas tem foco em portfólio e habilidades, enquanto outras são opções para aqueles que já possuem formação ou estão inseridos no mercado, e podem partilhar seus conhecimentos remotamente.

Em primeiro lugar, é possível trabalhar em casa pela internet ou fora dela. Essa é a primeira decisão que deve ser feita, e deve decidir quais caminhos serão tomados. Confira as 12 possibilidades de como trabalhar em casa:

 

1. Edição de vídeos

Com um portfólio básico com trabalhos de edição de vídeo, já é possível começar a oferecer seus serviços. A procura por esse tipo de trabalho tem crescido proporcionalmente a necessidade de empresas desenvolverem estratégias de alcance na internet, e pode ser uma oportunidade de trabalhar em casa e receber algum dinheiro, conforme os trabalhos realizados.

 

2. Venda de artesanato

Com certeza, você já se deparou e até assistiu vídeos do estilo “DIY – Faça você mesmo” em alguma rede social. Essa é uma outra maneira que ganhar dinheiro sem sair de casa. Para isso, vender produtos customizados, pinturas em panos de prato, bonecos em E.V.A, podem ser um ótimo jeito de começar o seu negócio.

Além disso, você pode fazer sabonetes artesanais, bijuterias, tapetes em crochê e caixas decoradas sem gastar muito e ter um bom retorno financeiro. Por fim, fique atento(a) com as tendências e os interesses do seu público-alvo. Você pode também aprender e ter ideias artesanais com aplicativos de decoração, como o Pinterest.

 

3. Alimentação

- PUBLICIDADE -

Para quem entende de cozinha, não faltam oportunidades nas redes sociais, aplicativos de entrega de comida ou na criação de um site próprio. Montando o seu cardápio, divulgando e administrando as vendas é possível trabalhar em casa. O que pode garantir um maior sucesso, então, é o foco em nichos específicos.

 

4. Aulas online

Se você possui um conhecimento profundo sobre algo específico, que tal montar um curso on-line. Além de transmitir conhecimento, uma renda extra pode ser interessante. Dar aulas via virtual é uma maneira prática de ganhar dinheiro com os estudos ou habilidades que você já desenvolveu ao longo da vida.

Também é uma estratégia de muitos profissionais da área de marketing e idiomas em tempos de pandemia como este. Para isso, você não precisa de muito: basta ter uma câmera ou um celular e muita disposição em ensinar. Não esqueça de montar exercícios de fixação e material sobre o conteúdo a ser compartilhado.

Existem plataformas de cursos, como Udemy e a Hotmart, em que você pode disponibilizar suas vídeo-aulas se tornando um afiliado. Mas não só. As redes sociais, Facebook, Telegram e Instagram, ou até mesmo o YouTube pode ser ferramentas aliadas para atingir o seu público e assim começar a ganhar dinheiro.

 

5. Consultoria online

Já pensou em dividir seus conhecimentos da profissão, habilidades ou serviços com outras pessoas? A consultoria online, que pode ser realizada via Skype, Hangouts e outros meios, pode ser feita remotamente. Podem ser feitas para qualquer segmento do mercado, e são ideais para especialistas em algum assunto.

 

6. Vendas de roupas ou e-commerce

- PUBLICIDADE -

Através de fotos e vídeos de qualidade, é possível realizar a venda de peças de roupas pela internet. A possibilidade vai desde um brechó online até um e-commerce, a depender do empreendedor. Além disso, as redes sociais trazem um grande potencial para as vendas, com destaque no instagram que é uma rede voltada para o visual.

Leia também

Nice x Monaco: onde assistir ao jogo da Copa da França…

BBB21: veja fotos do apartamento onde Sarah morou em Los…

Portanto, é essencial lembrar que a experiência visual do usuário é importante na sedução e persuasão do cliente. Online, as pessoas perdem a oportunidade de experimentar as roupas, sentir o tecido e avaliar o produto. Assim, caprichar em descrições, fotos detalhadas e disponibilizar as medidas são passos necessários.

 

7. Redator freelancer

Se domina as boas práticas textuais e a gramática, com uma vantagem para quem entende de técnicas de SEO, o posto de redator freelancer pode ser para você. Para se destacar no mercado, um bom começo é montar um portfólio com alguns textos para mostrar aos possíveis clientes, como uma amostra do seu trabalho. Além disso, existem diversos sites para encontrar trabalhos, além de grupos nas diferentes redes sociais.

 

8. Designer freelancer

Se você possui habilidades com softwares de edição e criação de artes, existe uma grande possibilidade de se tornar um designer freelancer. O que pode garantir a participação em um projeto é um portfólio bem elaborado, que demonstre as suas principais habilidades e foco. Além disso, essas habilidades podem ser acumuladas com a criação de conteúdo, gerenciamento de redes sociais e a redação para oferecer serviços mais completos – e por um valor mais alto.

 

9. Programador

Para quem é formado na área de tecnologia ou possui conhecimento no segmento, programar é uma das atividades que permitem trabalhar em casa. A partir das linguagens que domina, é possível escolher e desenvolver projetos que atendam ao seu tempo e a sua demanda. Assim, é importante estar atento aos prazos e prescrições dos contratos, e abre a possibilidade para buscar trabalhos no exterior.

 

- PUBLICIDADE -

10. Gestão de redes sociais

Gerenciar mídias sociais para empresas. Se você tem um talento especial para mídias sociais, pode potencialmente ser pago para gerenciar várias plataformas para outras pessoas. Muitas empresas estão muito ocupadas executando as operações do dia a dia para controlar suas contas do Facebook, Twitter e Pinterest – e pagarão a alguém com conhecimento e tempo para fazer isso por elas.

Para executar essa tarefa, pode ser esperado que o profissional tenha conhecimento em ferramentas de produção de fotos e vídeos, além de dominar a gramática. Algum conhecimento prévio pode ser importante, pois o trabalho envolve a análise constante de métricas e o reporte de estratégias. Assim, irá tratar da imagem da marca e do relacionamento com o cliente, a depender do serviço.

 

11. Revenda de produtos

- PUBLICIDADE -

A venda de cosméticos nunca saiu de moda. Ainda hoje, muitas pessoas, a maioria do público feminino, costumam comprar com revendedoras de várias marcas. Avon, Natura, Boticário, Hinode, Mary Kay e Jequiti são algumas marcas famosas em que suas principais vendas são feitas através de revendedoras cadastradas.

Para se tornar uma revendedora, você precisa entrar no site da marca de cosméticos preferida e se cadastrar. Além disso, por possuírem anos de mercado, sua clientela é garantida. Você pode vender para colegas de trabalho, amigas, vizinhas, por perfis em redes sociais e até mesmo montar um pequena loja.

 

12. Crie conteúdo

Criar conteúdo é uma ótima oportunidade, mas também demanda dedicação. Um bom exemplo é o Youtube. Assim, você também pode usar a plataforma para comercializar produtos afiliados, vender produtos criados por você mesmo ou receber receita de anúncios por seus tutoriais informais, ou vídeos de entretenimento. Após dar o pontapé inicial, o YouTube oferece um programa de parceria que pode ajudá-lo a rentabilizar ainda mais o seu negócio.

 

Leia também:

Como ter uma renda extra: 13 sites para ganhar dinheiro na internet

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes