Dicas para micro e pequenas empresas na tomada de crédito

Cuidar da imagem corporativa, pagar impostos em dia e boa gestão do caixa contam pontos na avaliação da empresa

Um dos segmentos mais vulneráveis às restrições de atividade impostas por medidas de combate ao coronavírus, as pequenas e microempresas sofrem grandes dificuldades de acesso ao crédito de que tanto necessitam para atravessar esse período difícil de crise da pandemia.

Para facilitar a vida desses empreendedores, principalmente quando o assunto é financiamento, a BizCapital preparou cinco dicas para que pequenas e microempresas consigam ser bem-sucedidas nessa busca. Em geral, as melhores opções de empréstimo estão nas fintechs, que oferecem um processo menos burocrático e mais agilidade na concessão.

Dicas para conseguir o crédito

Cristiano Rocha, diretor de crédito e cofundador da BizCapital, fintech de soluções financeiras para pequenas e microempresas, explica que o planejamento é fundamental para quem recorre ao financiamento. “Para que o empréstimo seja vantajoso, você precisa saber quanto dinheiro sua empresa precisa e qual a finalidade de uso”, explica, para que o crédito sem organização financeira não comprometa a saúde fiscal do negócio.

1 – Cuide de sua imagem, que tem impacto na imagem de sua empresa

Ainda que o empréstimo seja em nome da pessoa jurídica, os bancos vão checar as contas dos donos da empresa. Portanto, resolva as questões pessoais antes de pedir o crédito. Outro ponto é manter a empresa no positivo. Ficar negativado é ruim para a imagem do negócio, já que indica instabilidade e falta de gestão financeira. Mantenha um planejamento financeiro, com gestão eficiente das contas a pagar e as despesas em dia.

2 – Declare corretamente seu faturamento

Deixar de declarar todo o faturamento passa a impressão de que seu negócio é menor do que é , ou, pior, de que o empresário esconde algo. Quem age assim terá um limite de crédito menor e taxas de juro maiores para a empresa em uma análise de crédito.

3 – Mantenha o pagamento de impostos em dia

A pontualidade é importante para não correr o risco de multa e ter melhor avaliação nas análises de crédito. Não cometa o erro de confundir a sobra financeira no fim do mês com lucro antes de cumprir as obrigações fiscais.

4 – Faça uma gestão de seu fluxo de caixa

A gestão de fluxo de caixa prevê os momentos que a empresa não conseguirá sustentar a operação e, portanto, o empreendedor precisará antecipar-se e buscar capital de giro para equilibrar as finanças. A iniciativa redundará em juros mais baixos e maior prazo para pagamento.

5 – Solicite crédito PJ no momento e lugar certos

As fintechs mudaram o paradigma dos empréstimos. O crédito é concedido rapidamente, por meio de procedimento online, e as taxas são submetidas a uma simulação de crédito, para que o tomador tenha ideia do custo. Mas certifique-se de que está contratando o financiamento em uma fintech de segurança.

“O empréstimo PJ bem organizado financeiramente impulsiona o crescimento e alivia o caixa da empresa”, reforça Rocha. “Você não mexe no dinheiro que tem e aproveita o crédito para investir no que precisa para avançar com seu negócio.”

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes