Microcrédito para MEI: entenda como funciona e como contratar

Microcrédito nada mais é do que um empréstimo de valor pequeno, concedido a microempreendedores formais e informais.

Muitos negócios ainda sentem os impactos negativos da pandemia do novo coronavírus. Em alguns casos é necessário recorrer à um empréstimo para manter as atividades. Então, entenda como funciona o microcrédito para MEI.

O que é microcrédito?

Microcrédito nada mais é do que um empréstimo de valor pequeno, concedido a microempreendedores formais e informais. Os quais normalmente não tem fácil acesso ao sistema financeiro tradicional. Conforme define o Conselho Monetário Nacional (CMN), o valor máximo limite desses créditos é de R$ 21 mil.

Nesse sentido o microcrédito é caracterizado pela ausência de garantias reais, tendo em vista que a maior parte das usa como garantidor o aval solidário. Trata-se de uma modalidade em que um grupo de pessoas, donas de pequenos negócios, tomam empréstimo e se avalizam de maneira conjunta.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Além disso, essa forma de crédito é considerada rápida e de baixo custo de transação, devido à relação próxima entre a instituição financeira e o empreendedor, além da burocracia mínima.

Concessão assistida

Outro ponto é a metodologia usada nesse tipo de crédito. Trata-se da concessão assistida. Dessa forma, há agentes de créditos que tem como função visitar o empreendedor em seu local de trabalho. A partir disso, realiza-se uma avaliação acerca da condição de pagamento do MEI, além de verificar quais são suas necessidades e condições de atendimento.

Como conseguir microcrédito para MEI?

A saber, a instituições como Caixa Econômica Federal e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) oferecem linhas de microcrédito. Além de bancos comerciais, bancos de desenvolvimento, bancos múltiplos com carteira comercial e cooperativas de crédito.

Então, o microempreendedor deve entrar em contato com uma das instituições autorizadas para pedir pelo empréstimo. Faz-se uma avaliação e o valor liberado depende da capacidade de pagamento e das necessidades no MEI.

No BNDES Microcrédito, por exemplo, pode-se solicitar o dinheiro para uso de financiamento em capital de giro e investimentos como obras civis, aquisição de máquinas e equipamentos novos ou usados. Bem como, para compra de insumos e materiais. Podem solicitar pessoas físicas e jurídicas com receita bruta igual ou inferior a R$ 360 mil ao ano. Já a taxa de juros não deve passar dos 4% ao mês. Negocia-se a garantia com o agente operador, mas de modo geral usa-se o aval solidário.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes