Anderson Silva é nocauteado por Uriah Hall em sua despedida do UFC

O lutador brasileiro Anderson Silva, de 45 anos, se despediu do UFC com derrota por nocaute técnico diante do jamaicano Uriah Hall na noite deste sábado (31), em Las Vegas

O lutador brasileiro Anderson Silva, de 45 anos, se despediu do UFC com derrota por nocaute técnico diante do jamaicano Uriah Hall na noite deste sábado (31), em Las Vegas. Dessa forma, o Spider encerra sua trajetória na organização com um cartel de 17 vitórias, 7 derrotas e uma luta sem resultado. Em toda a carreira, no entanto, ele soma 34 vitórias e 11 derrotas.

Recordista de vitórias consecutivas no UFC, Anderson Silva foi campeão dos pesos-médios (84 kg) entre 2006 e 2013. Durante este período, portanto, ele venceu todos seus 16 combates. Assim, ele é considerado um dos maiores lutadores da história do MMA.

Antes da luta contra Uriah Hall, Anderson Silva confirmou que esta seria a sua despedida do UFC. No entanto, o ex-campeão não descartou continuar lutando em outra organização de MMA ou até mesmo no boxe.

A luta

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O combate começou com os dois lutadores se estudando, sem nenhum golpe significativo nos primeiros minutos. Aos poucos, Anderson Silva começou a tomar a iniciativa da luta. Como resultado, o primeiro round terminou com trocação franca.

No segundo assalto, o brasileiro seguiu no comando das ações e até ensaiou seus famosos chutes frontais, mas só para manter a distância. Até que a luta precisou ser interrompida porque a bandagem da luva de Hall se desprendeu. Na volta, entretanto, o jamaicano conseguiu pontuar com alguns chutes.

Anderson Silva então resolveu partir para cima no terceiro round de sua última luta no UFC. Assim, ele chegou a acertar um direto e uma sequência de jabs. No entanto, quase sofreu nocaute no fim do assalto ao sofrer dois duros golpes de Uriah Hall, que assumia a vantagem do combate.

Com moral, o jamaicano derrubou Anderson Silva logo no começo do quarto round. Abalado após sofrer um direto, o brasileiro não reagiu no ground and pound, e Uriah Hall seguiu distribuindo socos até que o árbitro Herb Dean encerrou a luta com 1min24s do penúltimo assalto.

Emoção no final

Ao final da luta, com o brasileiro ainda sangrando, ele e Uriah Hall ficaram ajoelhados no octógono, chorando abraçados. Assim, o fim da história de Anderson Silva no UFC não foi como ele desejava, mas não faltaram emoções em sua despedida.

“Não posso descrever isso que estou sentindo. Tiro o chapéu pelo que ele fez pelo esporte”, declarou Uriah Hall após a vitória. Além disso, o jamaicano chegou a pedir desculpas para o brasileiro.

Por outro lado, Anderson Silva deu a entender que fez sua última luta no UFC, não no MMA. “Primeiro vou voltar para casa, conversar com meu time e vamos ver. É difícil dizer que é a minha última luta ou não”.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes