Corinthians e Palmeiras não terá torcida pela primeira vez na história

Com portões fechados, pela primeira vez na história um dos maiores clássicos do Brasil, não terá torcedores na arquibancada.

Corinthians e Palmeiras é um clássico conhecido no Brasil inteiro pela rivalidade dentro das quatro linhas, e o fanatismo fora delas. Na noite de quarta feira (23), na Arena Corinthians, a partida vai abrir o retorno do campeonato paulista pós-paralisação devido à pandemia do Covid-19.

Corinthians x Palmeiras no Paulistão

Na atual situação da competição, a vitória é muito importante para ambas às equipes, mas em diferentes cenários. O Alvinegro está em uma situação mais complicada, em terceiro colocado no grupo D com 11 pontos.

O Corinthians precisa ganhar e ainda torcer para o Guarani perder para ter chance de classificação, além disso, caso a equipe da casa perca, as chances de rebaixamento aumentam.

Já o Alviverde luta pra ter a melhor campanha da competição, com 19 pontos no grupo B. A equipe é a segunda colocada com a mesma pontuação do líder Santo André, mas o time do ABC Paulista é líder pelo número de vitórias.

Se o Palmeiras ganhar do Corinthians na rodada, pode não só colocar a equipe na liderança do grupo, como também ficar com a melhor campanha da competição, tendo a vantagem do jogo em casa nas fases finais.

Arquibancada vazia

Esta será a primeira vez na história do confronto entre Corinthians e Palmeiras com arquibancadas vazias, apesar do dérby de uns tempos pra cá contar apenas com a torcida da equipe mandante. Com certeza, o jogo terá outra atmosfera, já que para motivar seus jogadores, o clássico contava até com treino aberto dias antes do jogo com mais de 32 mil torcedores.

O DCI conversou com alguns torcedores fanáticos por suas equipes  para saber como será ficar fora da arquibancada em um clássico como esse.

Giovanni Tomoatti torcedor palmeirense na rua fazendo o sinal de 10 coma mão, no peito uma faixa escrito "Decacampeão brasileiro"
Giovanni Tomiatti, 23, comemorando o décimo título brasileiro do Palmeiras

“Será bem diferente, uma experiência não sei se tão agradável. Acho que ficaremos mais nervosos, não só pela importância natural do jogo, mas também pelo que define na situação do campeonato para os dois times”, afirmou Giovanni Tomiatti, 23, torcedor do Palmeiras.

Já Lucas Silva, 21, torcedor do Corinthians, projeta que, em um cenário sem pandemia, o clássico desta quarta seria um jogo daqueles para se pensar antes, durante e depois de ir ao estádio. No entanto, destaca que a falta de torcida é uma medida sensata diante da situação da pandemia.

“Seria uma partida daqueles para a gente pensar nos momentos antes, durante e depois. Seria para escolher a roupa da sorte, sentir a empolgação da torcida e passar a vibração para os jogadores. É uma pena não poder ir ao estádio, mas necessário nesse momento”.

Torcida do Corinthians cantando, na frente um homem branco esticando os punhos
Torcedores do Corinthians comemorando – Daniel Augusto Jr – Ag. Corinthians

Sala cheia

Sem presença nas arquibancadas, a solução é os torcedores ficarem em casa com a companhia dos familiares. Para os mais fanáticos, torcer do sofá em uma noite de Corinthians x Palmeiras é quase atípico.

Danilo Bordignon, 21, é um torcedor frequente das arquibancada alviverdes, mas para ele a companhia de sua família já é costume nos jogos. “Vou acompanhar a partida em casa com a minha família, como de costume. Somos todos palmeirenses e sempre que possível vemos os jogos e torcemos juntos”.

Enquanto isso, o palmeirense Giovanni terá um rival bem próximo para assistir esse dérby. “Se fosse um dia normal, sem pandemia, com toda certeza eu estaria no bar com os amigos ou no campo. Dessa vez, vou assistir com meu pai que é corintiano pela TV em casa. Vai ser uma experiência peculiar, porque desde os meus 16 anos não vejo um clássico desses junto dele”.

Gabriel Felipe, torcedor presente do Corinthians, é crítico da decisão de torcida única nos clássicos no estado de São Paulo, mas acredita que desta vez a fase de jogos sem torcida é temporária. “O futebol sem torcida normalmente acontece por alguma decisão sem nenhum embasamento de alguém que acha que vai acabar com a violência dando uma canetada, mas dessa vez é diferente. O futebol é 100% o povo que faz, e acredito que vai ser uma fase temporária de distanciamento que só vai reacender a vontade de ir ao estádio”.

12º jogador

A única coisa que une os rivais nesse clássico é a certeza de que a falta da torcida – ou do chamado 12º jogador, na linguagem dos gramados – vai afetar o desempenho de suas equipes.

“Com certeza sem torcida o estado de espírito do time é afetado, mas a preocupação com desempenho já vinha antes da paralisação, se mudar, tomara que seja para melhor”, afirmou Gabriel. O alvinegro Lucas Silva também acredita em uma mudança melhor para a equipe. “A parada pode ter ajudado o Tiago Nunes a implantar melhor suas ideias, no começo pode ser complicado para o Corinthians estar sem torcida, mas quando a bola rolar espero que isso passe”.

No lado alviverde da arquibancada, Giovanni vê o Corinthians como principal prejudicado. “Acho que quem realmente perde com isso é o Corinthians, porém, estamos falando do dérby, e ali tudo acontece”. Danilo também vê ponto positivo em jogar em Itaquera sem a torcida da casa presente. “O jogo vai ficar mais igual, pois é sempre difícil jogar em Itaquera com a força da torcida rival”.

Torcida do Palmeiras cantando, em destaque um mulher morena e um homem com uma touca de porco com os braços esticados e cantando
Torcida do Palmeiras cantando – Getty Imagens

Histórico de Corinthians x Palmeiras

Nem quando o assunto é história Corinthians e Palmeiras se acerta. Nas contas corintianas, o retrospecto entre as equipes está empatado, com 127 vitórias para cada lado e 109 empates. Já na conta palmeirense existem duas vitórias a mais, já que a equipe alviverde contabiliza as vitórias na Taça Henrique Mundel, disputado em 1938.

Contudo, o dérby paulista ainda é um dos maiores clássicos da história do futebol brasileiro que com ou sem torcida promete ser um espetáculo.

- continue lendo -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes