Grid de largada da Fórmula 1: classificação para o GP de Imola 2022

Confira o resultado da corrida sprint e saiba quem vai largar em primeiro lugar em Imola, na Itália

Max Verstappen, da Red Bull, venceu a corrida sprint neste sábado, 23 de abril, e por isso vai largar em primeiro lugar amanhã, no GP de Emilia Romagna, no Autódromo Enzo e Dino Ferrari, na cidade de Imola. Completam o pódio Charles Leclerc, da Ferrari, e Sergio Perez, da Red Bull. Confira como ficou o grid de largada da Fórmula 1.

+ Horários da F1 em Imola: programação GP da Emilia Romagna em 2022

Como ficou o Grid de largada da Fórmula 1 para amanhã

O piloto da Red Bull, Max Verstappen, venceu a corrida sprint neste sábado e conquistou a primeira posição para largar amanhã em Imola, pela quarta etapa da temporada 2022 na Fórmula 1. Charles Leclerc, da Ferrari, e Sergio Perez, da Red Bull, formam o pódio respectivamente em segundo e terceiro lugar.

É importante lembrar que a corrida sprint tem pontuação aos pilotos do 1º ao 8º colocado. O vencedor fatura 8 pontos, o segundo 7 pontos, o terceiro 6 e assim sucessivamente.

Com o tempo nublado em Imola, Charles Leclerc, da Ferrari, largou bem e assumiu facilmente a ponta da corrida sprint neste sábado. Verstappen, atual campeão da Fórmula 1, garantiu-se na segunda posição.

Na segunda volta, Zhou Guanyu, da Alfa Romeo, bateu na barreira de proteção na saída da curva Piratella. A bandeira amarela foi acionada e o Safety Car entrou na pista.

Com 19 carros na pista, a corrida foi liberada. Leclerc conseguiu segurar-se na liderança, enquanto Verstappen permaneceu atrás. Magnussen, da Haas, em quarto lugar, tornou-se o destaque por conseguir impedir Perez de ultrapassa-lo.

A Mercedes, por outro lado, seguiu na parte de trás da corrida em 12º com Russell e 15º com Hamilton, para a decepção dos torcedores.

Perez, da Red Bull, ultrapassou Magnussen na pista 8 ao abrir asa móvel, pulando para a quarta posição. Mais tarde, o mexicano deixou para trás Norris, ocupando a terceira posição.

Na volta 17, Verstappen tentou descontar a diferença com Leclerc, de apenas 7 segundos. O monegasco conseguiu segurar o adversário mesmo com o holandês abrindo a asa móvel na volta 18. A rivalidade, que se mostrou real neste início de temporada, aumenta cada vez mais.

Na volta 20, no finalzinho da corrida, Verstappen conseguiu finalmente ultrapassar Leclerc, com vantagem de 1s5 para o monegasco da Ferrari.

Bandeira quadriculada encerrou a corrida sprint neste sábado, com Verstappen na liderança, Leclerc e Sergio Perez fechando as primeiras linhas para o GP de Imola.

Grid de largada da Fórmula 1 de amanhã 

1º Max Verstappen (Red Bull)
2º Charles Leclerc (Ferrari)
3º Sérgio Perez (Red Bull)
4º Carlos Sainz (Ferrari)
5º Lando Norris (McLaren)
6º Daniel Ricciardo (McLaren)
7º Valtteri Bottas (Alfa Romeo)
8º Kevin Magnussen (Haas)
9º Fernando Alonso (Alpine)
10º Mick Schumacher (Haas)
11º George Russell (Mercedes)
12º Yuki Tsunoda (AlphaTauri)
13º Sebastian Vettel (Aston Martin)
14º Lewis Hamilton (Mercedes)
15° Lance Stroll (Aston Martin)
16º Esteban Ocon (Alpine)
17º Pierre Gasly (AlphaTauri)
18º Alexander Elbon (Williams)
19º Nicholas Latifi (Williams)
20º Zhou Guanyu (Alfa Romeo)

Que horas vai ser o GP da Emilia Romagna na Fórmula 1?

O Grande Prêmio da Emilia Romagna vai começar às 10h, pelo horário de Brasília, no Autódromo Enzo e Dino Ferrari, na cidade de Imola, na Itália.

Esta é a quarta prova da temporada 2022 na Fórmula 1. Para acompanhar ao vivo a corrida, basta sintonizar na BAND, canal da TV aberta, no horário definido, com transmissão para todo o Brasil.

Se você não pode assistir na TV, pode ver a disputa através do site (www.band.uol.com.br) ou no aplicativo BandPlay, de graça para Android e iOS.

O canal BandSports, presente em operadoras de TV por assinatura, transmite o reprise da corrida a partir das dez horas da noite, pelo horário de Brasília.

O Autódromo Enzo e Dino Ferrari está localizado na cidade de Imola, na Itália. A prova exige dos pilotos 63 voltas de 4,909 quilômetros.

Construída em março de 1950, a pista só passou a receber corridas da Fórmula 1 três anos depois, em 1953. Mesmo com a grande tradição que a pista trazia, Imola só passou a integrar oficialmente o calendário do automobilismo em 1980, recebendo o GP de San Marino, que mais tarde trocou de nome para Emilia Romagna. Desde então, Imola sediou o total de 27 Grandes Prêmios até 2020.

Grid de largada da Fórmula 1
Imola recebe a quarta etapa da temporada. Foto: Reprodução / Fórmula 1 @F1

 

Leia também:

Maiores campeões da Fórmula 1: confira quem lidera o ranking 

Você pode gostar também