História de Cássio no Corinthians: as outras crises que o ídolo superou

O goleiro Cássio é o jogador mais vitorioso da história do Corinthians, mas tem sido apontado como um dos responsáveis pela má fase do time

O goleiro Cássio é o jogador mais vitorioso da história do Corinthians, mas tem sido apontado como um dos responsáveis pela má fase do time. Aliás, parte da torcida já pede que Walter assuma a vaga de titular. Afinal, a equipe tenta se recuperar de uma goleada histórica de 5 a 1 para o Flamengo em plena Neo Química Arena.

Depois do vexame, Cássio fez um desabafo sobre as críticas que vem recebendo. “Ultimamente tem sobrado tudo pra mim, tudo é culpa do Cássio, o time não ganha é culpa do Cássio, o time não faz gol é culpa do Cássio. Não acho que sou maior que o Corinthians, não me acho intocável, mas nesse momento acho que estou sendo escudo”, afirmou em entrevista à TV Globo.

Além disso, Cássio falou até em deixar o Corinthians. “Foi muito duro hoje, uma das piores derrotas minhas aqui, mas não vou deixar de meter a cara, falar, atuar, se o professor me colocar no banco, vou estar aqui apoiando. Jamais sentei em cima dos títulos, dos números, ou jamais me achei melhor que o Corinthians. A partir do momento que eu estiver atrapalhando, acho que tenho que procurar outro time”.

Má fase de Cássio no Corinthians

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

As cobranças começaram no jogo contra o Ceará, quando o Corinthians perdeu de virada e com um jogador a mais. Já nos acréscimos, Cássio saiu jogando errado e cometeu um pênalti que decretou a derrota. Para piorar, foi expulso por reclamação.

No jogo seguinte, como Cássio estava suspenso, Walter assumiu a titularidade e foi um dos melhores em campo na vitória sobre o Athletico-PR. Aí veio o jogo contra o Flamengo, a goleada sofrida em casa e o desabafo de Cássio.

Por outro lado, o goleiro já demonstrou ter capacidade para superar momentos adversos. Afinal, ao longo de sua história no Corinthians, Cássio enfrentou outras crises e conseguiu dar a volta por cima.

Não é à toa que ele é o capitão do time e um dos líderes do elenco. Por isso, em contato com o UOL, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, deixou claro que a chance de Cássio deixar o clube é “zero”.

História de Cássio no Corinthians

Cássio levanta a taça de campeão brasileiro em 2017
Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Em abril de 2012, Cássio assumiu a vaga de goleiro titular do Corinthians no lugar de Júlio César. Em seguida, entrou para a história do clube com a defesa milagrosa no chute de Diego Souza, contra o Vasco, pelas quartas de final da Libertadores.

Após ajudar o Corinthians a conquistar o inédito título continental, Cássio foi o grande destaque da vitória sobre o Chelsea na final do Mundial de Clubes. Nascia um dos maiores ídolos da história do Corinthians.

Desde então, o camisa 12 não largou a titularidade na meta corintiana. Assim, Cássio esteve em campo em todas as conquistas recentes do clube: Mundial (2012), Libertadores (2012) Recopa Sul-Americana (2013), Brasileirão (2015 e 2017) e Paulistão (2013, 2017, 2018 e 2019).

Crises superadas por Cássio

Com nove títulos, Cássio superou Marcelinho Carioca e se tornou o jogador mais vitorioso do clube. Mas, para isso, precisou superar algumas crises. A primeira delas foi em 2015, depois que o Corinthians caiu nas oitavas de final da Libertadores diante do modesto Guaraní do Paraguai.

O goleiro tomou um frango em cobrança de falta e teve que lidar com as cobranças após a eliminação. Na época, a superação veio em forma de título. Afinal, o Corinthians se consagraria campeão brasileiro naquele mesmo ano. E Cássio ganhou o prêmio de melhor goleiro do campeonato.

Mas, no ano seguinte, Cássio enfrentou um período ainda mais delicado. Afinal, o ídolo quase deixou o Corinthians para jogar no futebol turco. Ficou, mas acumulou falhas e virou reserva de Walter. No entanto, em 2017, Cássio deu nova volta por cima e foi o capitão do time na conquista do Campeonato Brasileiro.

Ou seja, sempre que Cássio atravessa uma crise no Corinthians, o clube reage conquistando algum título. Como o alvinegro ainda tenta se afastar da zona do rebaixamento do Brasileirão, é difícil acreditar em uma volta por cima ainda nesta temporada. No entanto, não dá para duvidar da capacidade de Cássio.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes