Jorge Jesus: ‘está na moda isso de racismo’; veja declaração do treinador

Treinador português falou sobre os insultos racistas do quarto árbitro, Sebastian Coltescu, ao membro da comissão técnica do Basaksehir, Pierre Webó, no confronto da equipe turca contra o PSG.

Um dia após os insultos racistas do quarto árbitro, o romeno Sebastian Coltescu, ao membro da comissão técnica do Instambul Basaksehir, Pierre Webó, no confronto da equipe turca contra o PSG, válido pela Liga dos Campeões, o atual técnico do Benfica, Jorge Jesus, deu uma declaração polêmica envolvendo o caso.

De acordo com o português, “está muito na moda isso de racismo” disse o treinador ao ser questionado sobre a paralisação da partida entre PSG e Basaksehir. Jesus deu a declaração durante coletiva de imprensa, um dia antes do confronto entre o Benfica-POR e Standard Liège-BEL, pela Liga Europa.

“Não sei o que aconteceu, o que se falou, o que se disse. Mas hoje está muito na moda isso do racismo. Como cidadão, tenho o direito de pensar à minha maneira e só posso ter uma opinião concreta quando souber o que se disse naquele momento.”

Para completar, o ex-comandante do Flamengo relatou:

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“Hoje, qualquer coisa que se possa dizer a um negro é sempre sinal de racismo, a mesma coisa contra um branco já não é sinal de racismo. Está se implantando essa onda no mundo. Talvez até houve algum sinal de racismo, mas não sei o que disseram.”

Assista à declaração de Jorge Jesus

Entenda o caso da partida entre PSG x Basaksehir:

PSG e Basaksehir se enfrentavam nesta terça (8), em partida válida pela última rodada de classificação da Liga dos Campeões, no Parc des Princes. No entanto, aos 14 minutos da etapa inicial, Kimpembe cometeu falta em Gulbrandsen. A não aplicação do cartão amarelo pelo árbitro Ovidiu Hategan, gerou revolta na comissão técnica da equipe turca.

Durante a confusão, de acordo com relato de jornalistas romenos, Coltescu chamou Hategan, e pediu punição a Webó. Ele disse: “Aquele preto ali. Vá lá e verifique quem é. Aquele preto ali. Não dá para agir assim”.

Logo depois, Webó apareceu revoltado com o quarto árbitro. O membro da comissão técnica da equipe foi expulso, e a confusão aumentou.

O atacante reserva do Basaksehir, Demba Ba, questionou o árbitro da partida: “Por que na hora de falar de um cara branco você diz ‘esse cara’, e na hora de falar de um cara negro você diz ‘esse cara preto’?”.

Logo depois, o francês junto de Neymar e Mbappé, incentivaram a saída de todos os jogadores de campo.

Equipes se retiraram de campo, após insultos racistas do 4º árbitro
Equipes se retiraram de campo, após insultos racistas do 4º árbitro (Foto: Xavier Laine/Getty Images)

UEFA maraca novo horário para o confronto

A principio, a UEFA marcou o reinício da partida para às 18h. No entanto, duas horas depois, a entidade decidiu por reiniciar o confronto hoje (9). O novo horário da partida entre PSG x Basaksehi será às 14h55. Duelo será retomado a partir do minuto 14, tempo em que a partida parou.

A equipe turca já está não tem chances de avançar às oitavas da Liga dos Campeões. No entanto, os franceses garantiram sua vaga, com a vitória do RB Leipzig sobre o Manchester United, por 3 a 2. Mesmo que perca a partida de amanhã, a equipe de Neymar continuará com nove pontos, mesma pontuação do United. Entretanto, por conta do confronto direto – perdeu primeiro jogo por 2 a 1, mas venceu o segundo por 3 a 1 – o PSG avança

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes