Mundial de Clubes 2020: o que já se sabe sobre o torneio

O Mundial de Clubes é o torneio mais cobiçado pelos times brasileiros, mas a edição de 2020 corre risco de não acontecer

O Mundial de Clubes é o torneio mais cobiçado pelos times brasileiros, mas a edição de 2020 corre risco de não acontecer. A competição organizada pela Fifa estava marcada para dezembro, no Qatar. Mas a pandemia do coronavírus adiou a definição dos classificados e criou um impasse.

Como a Copa Libertadores acaba apenas em janeiro de 2021, a Fifa já sabe que não poderá manter o Mundial de Clubes no mê de dezembro de 2020. No entanto, a entidade máxima do futebol ainda não definiu uma nova data para o torneio. Assim, as dúvidas sobre a viabilidade de sua realização só aumentam.

A única certeza é que o país-sede será o Qatar, que usará o Mundial de Clubes como teste para a realização da Copa do Mundo de 2022. A partir da próxima edição, contudo, a competição passará a ser disputada na China, em um novo formato com 24 participantes.

Mundial de Clubes 2020: datas possíveis

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Não resta outra alternativa a não ser adiar o Mundial de Clubes de 2020 para o ano seguinte. Mas o calendário de 2021 já está lotado por causa dos eventos adiados pela pandemia, como a Eurocopa e a Copa América, por exemplo.

Dessa forma, como aponta o colunista Marcel Rizzo, do portal UOL, a Fifa trabalha para transferir o torneio para alguma data no primeiro semestre, de preferência em março de 2021.

O cancelamento definitivo do Mundial de Clubes de 2020 esbarra em questões contratuais, pois a Fifa tem acordo de naming rights com a empresa chinesa Alibaba Cloud para o torneio. O contrato foi assinado em 2017 e é válido por cinco anos.

Classificados

Bayern venceu a Champions e ganhou vaga no Mundial
UEFA.com

Até o momento, apenas dois times têm presença garantida no Mundial de Clubes de 2020. Um deles é o Bayern de Munique, campeão da Champions League. O outro é o Al-Duhail, clube do ex-palmeirense Dudu, que venceu a liga do Qatar e será o representante do país-sede. Outros cinco participantes ainda não foram definidos. Um deles, aliás, já desistiu.

É o caso do representante da Oceania, que permanecerá indefinido. Afinal, a Liga dos Campeões da OFC de 2020 foi permanentemente cancelada devido à pandemia do coronavírus. A confederação local indicou que ainda há muitos países em quarentena na região, e os obstáculos nas viagens internacionais tornaram a fase final do torneio impossível de acontecer. Portanto, a organização sequer chegou a cogitar novas datas.

A Liga dos Campeões da Concacaf, que define o representante da América do Norte, parou nas quartas de final e ainda não tem data para recomeçar. A da África está marcada para terminar no dia 6 de novembro, e a da Ásia, no dia 5 de dezembro. A Libertadores, por sua vez, vai até janeiro. Assim, a Fifa só poderá contar com todos os participantes no ano que vem, e ainda precisa decidir o que fazer com a vaga que era da Oceania.

Mudança de formato em 2021

Salah e Bruno Henrique no Mundial de 2019
FIFA.com

A partir de 2021, a ideia inicial da Fira era transformar a competição em um “Super Mundial” de Clubes que aconteceria de quatro em quatro anos na China. Dessa forma, o torneio teria 24 participantes.

A princípio, o novo Mundial aconteceria em junho do ano que vem. No entanto, a pandemia do coronavírus adiou eventos como a Eurocopa e a Copa América para este período. Portanto, a Fifa ainda não confirmou se a competição realmente poderá acontecer em 2021, e há chance de adiamento para os anos seguintes.

O “Super Mundial” de Clubes de 2021 contaria com a participação de oito representantes europeus e seis sul-americanos. Além disso, as confederações da Ásia, África e América do Norte enviariam mais três times cada. Por fim, a Oceania teria direito a um participante.

A Conmebol ainda não anunciou como será a distribuição das vagas, mas deverá apontar os campeões e vices das últimas duas edições da Libertadores, além dos últimos dois campeões da Copa Sul-Americana.

Ainda não se sabe, no entanto, até que ponto este novo “Super Mundial” poderá “engolir” o Mundial de Clubes de 2020. Afinal a Fifa ainda não deu maiores detalhes sobre as competições, que seguem cercadas de incertezas. O que o seu time pode fazer, por enquanto, é dar o máximo para vencer a Libertadores e a Sul-Americana, fazendo assim a sua parte durante a “entressafra” do torneio mais cobiçada pelos clubes brasileiros.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes