Cidades mais caras do mundo: quais são e quanto custa viver?

Hong Kong, Tóquio, Zurique e Cingapura lideram a lista das cidades mais caras do mundo. Afinal, quanto custa morar nesses lugares?

Nas cidades mais caras do mundo, o custo de vida é quase proibitivo. As pesquisas são baseadas nas despesas de moradia, transporte e alimentação. Além disso, gastos com vestuário, artigos domésticos e entretenimento também são considerados.

Quais as cidades mais caras do mundo?

Hong Kong manteve o primeiro lugar como cidade mais cara do mundo. Entretanto, é preciso lembrar que o custo de vida deve ser comparado com a média salarial da cidade analisada.

Assim sendo, uma cidade pode ter um alto custo de vida, e salários altos. Na ponta oposta, as cidades mais caras apresentam custo de vida alto, porém salários que não acompanham este patamar.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Segue a lista dentre os países mais ricos, segundo pesquisa Mercer de 2020:

Ranking das cidades mais caras do mundo

No Brasil, as cidades mais caras, com maior custo de vida na lista foram São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Entretanto, São Paulo ficou em 130 do ranking, enquanto Rio de Janeiro e Brasília mais abaixo.

O custo de vida é calculado levando-se em conta os preços pagos por bens e serviços. Desse modo, reflete o quão caro é morar em cada uma destas cidades. De certo, o índice é calculado mantendo um determinado padrão de vida.

O custo de vida em Tóquio e Zurique é similar, no entanto, o salário na cidade Suíça é duas vezes maior. Assim sendo, Tóquio torna-se uma cidade mais cara.

Você sabia que é possível comprar dólares de forma tokenizada, com a agilidade, transparência e segurança do blockchain? Pois é, a corretora Mercado Bitcoin oferece a negociação do USD Centre (USDC).

Quanto custa morar nestas cidades?

O padrão utilizado para cálculo envolve uma família de 4 pessoas com nível de vida de executivos. Nesse sentido, estão inclusos aluguel e demais gastos com educação, transporte, saúde e lazer. Desse modo, a pesquisa estima um orçamento mensal entre 9 e 15 mil dólares dependendo da cidade.

O objetivo destas pesquisas é ajudar as empresas multinacionais e os governos a determinar estratégias de compensação para os seus empregados estrangeiros nas cidades mais caras do mundo.

Em resumo, separamos aqui alguns custos, extraídos do Numbeo:

Custo de vida nas cidades mais caras

Qual o salário médio lá fora?

O salário médio nas cidades mais caras do mundo é alto, se comparado com o Brasil. Abaixo seguem os valores mensais em dólares norte-americanos, segundo a Numbeo.  Primeiramente temos Hong Kong e Tóquio, com 3.000 dólares, seguido de Singapura com 3.600 dólares, além de Nova Iorque com 5.800 dólares. No entanto, a líder absoluta é Zurique com 7.000 dólares de salário.

Em geral, os países europeus concentram as maiores médias salariais. Sem dúvida, existem diferenças entre os grandes centros e cidades do interior, tanto no salário quanto no custo de vida.

As diferenças são muito grandes se comparados com os salários brasileiros. Se levarmos também em conta o custo adicional de educação e saúde privadas, a diferença chega a ser gritante.

Quanto custa viajar para as cidades mais caras?

Para uma viagem de 5 dias, incluindo passagem, hotel, transporte e alimentação, gasta-se entre 3 e 4 mil dólares para um casal. Em vista disso, seguem abaixo alguns custos para ajudar no planejamento de uma viagem. 

Hong Kong: Os voos internacionais podem variar de 800 a 1.300 dólares por pessoa. Uber em Hong Kong é relativamente caro. Desse modo, um trajeto de 12 minutos custa 8 dólares. 

O custo da hospedagem em Hong Kong é moderado. De fato, um hotel de 4 estrelas custa de US$ 50 a $120 por noite. Já uma refeição em restaurantes varia de 20 a 45 dólares.

Tóquio: Esta é uma das tarifas aéreas mais caras para quem sai da América, custando entre 1.100 e 1.900 dólares por pessoa. No centro da cidade, um passeio de 12 minutos de táxi sai a 16 dólares.

A hospedagem em Tóquio é uma das mais caras do mundo, com hotéis 4 estrelas cobrando entre 80 e 200 dólares por noite. Já a refeição em restaurantes na cidade varia entre 20 e 45 dólares.

Singapura: Novamente, trata-se de um destino com aéreo caro para quem sai da América. Dessa forma, as passagens variam entre 900 e 1.400 dólares por pessoa, dependendo da época do ano. Uma viagem curta de Uber X ou Lyft sai em torno de 12 dólares.

A acomodação não é das mais caras dentre estas cidades, custando entre 70 e 150 dólares para um hotel 4 estrelas. Já a alimentação em restaurantes costuma sair entre 17 e 40 dólares.

Quanto custa viajar para Zurique?

Se você não está acostumado com os preços da Suiça, prepare-se. Até mesmo os europeus reclamam dos preços na região. Os voos para Zurique variam entre 600 e 1.000 dólares. A cidade possui um excelente sistema de transporte público. Entretanto, para efeito de comparação, uma viagem curta de Uber sai por 15 dólares.

Já a acomodação em hotéis de 4 estrelas custa entre 150 e 300 dólares, sem dúvida uma das cidades mais caras do mundo. Enquanto isso, as opções de restaurantes são amplas, mas variam entre 20 e 50 dólares em geral.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes