Gigante da China paga seus funcionários com yuan digital

Empresa do comércio eletrônico JD.com confirmou estar usando a moeda digital chinesa para o pagamento de funcionários

A JD.com, gigante chinesa de comércio eletrônico, confirmou estar usando o sistema de Pagamento Eletrônico de Moeda Digital da China (DCEP) para pagar alguns funcionários que optaram pela alternativa. O DCEP é emitido pelo Banco Popular da China e é a Moeda Digital (CBDC) oficial do país. Uma versão digital do Yuan, a moeda oficial chinesa.

A confirmação foi feita no domingo, 25, quando a empresa anunciou sua participação no programa experimental de um ano DCEP no quarto Digital China Summit, em Fuzhou, que terminou nesta segunda-feira. Segundo a JD.com, o uso do DCEP já vem sendo feito desde janeiro deste ano e a empresa afirmou que, além de pagar os salários de alguns funcionários, também utiliza o sistema para pagamentos “business-to-business” para empresas parceiras e acordos entre bancos.

O braço fintech da empresa, JD Technology and Digital Currency Research Institute, já é parceiro de desenvolvimento da DCEP com o Banco Popular da China (BPC) desde setembro de 2020. Em dezembro, começou a aceitar o yuan digital para pagamento de compras em seu site e as informações são de que, apenas na primeira semana após a adoção, foram recebidos quase 20 mil pedidos financiados pelo DCEP.

Moeda Digital da China

A JD também apoiou financeiramente os testes com o DCEP, contribuindo com quase US$ 4, milhões para o segundo evento público de loteria de Suzhou, em fevereiro. O chefe do DCEP na JD Technology disse que a empresa “continuará a combinar pontos fortes na cadeia de suprimentos, cenários omnichannel [estratégia de conteúdo entre canais que as organizações usam para melhorar sua experiência do usuário e conduzir melhores relacionamentos com seu público nos pontos de contato] tecnologia avançada e experiência de serviço ao cliente para contribuir mais para o Ecossistema DC/EP”. 

O grande apoio da JD ao yuan digital, que conta com outras grandes empresas no país, como o serviço de recepção de carona, DiDi Chuxing; a plataforma de streaming Bilibili, entre outras, deixa ainda mais isolados AliPay e WeChat Pay, dois dos maiores do ramo de pagamentos da China e aumenta a dúvida se o DCEP terá como objetivo desafiar o duopólio AliPay – WeChat Pay no mercado de pagamento eletrônico da China.

Você pode gostar também
buy cialis online