Revista Time aceitará pagamentos em bitcoin

Publicação norte-americana fechou parceria com o gestor de fundos institucionais Grayscale para operações na criptomoeda

A revista Time, uma das publicações norte-americanas mais conhecidas do mundo, firmou parceria com o gestor de fundos institucionais Grayscale para produzir uma série de vídeos educacionais sobre criptomoedas.  A publicação também confirmou que não apenas aceitará o pagamento em bitcoin como não irá convertê-lo em moeda fiduciária, mantendo a criptomoeda em seu balanço patrimonial.

A parceria foi anunciada nesta semana pelo CEO da Grayscale, Michael Sonnenshein, em uma postagem em seu Twitter, onde comemorou a parceria e destacou que “Tão importante quanto [a parceria para produção dos vídeos], Keith Grossman [presidente da revista] e a Time concordaram em ser pagos em bitcoin e manter o BTC em seu balanço patrimonial”.

Revista Time aceita Bitcoin

De acordo com o Bitcointreasuries.com, a Time se tornará a 33ª empresa de capital aberto a manter bitcoin no balanço patrimonial, se juntando a uma iniciativa que teve a MicroStrategy como pioneira, em agosto de 2020; à Square, que adicionou 4.709 bitcoins ao seu tesouro em outubro do mesmo ano; e a Telsa, do bilionário Elon Musk, que comprou nada menos do que US$ 1,5 bilhão em bitcoins em janeiro deste ano, além de passar a aceitar pagamentos com a criptomoeda no seu site nos EUA.

Já a Time tem investido no mercado criptográfico recentemente. Em março, lançou um conjunto de capas de revistas tokenizadas em NFT (token não fungível) no SuperRare, com uma delas, a “Time Space Exploration – 19 de janeiro de 1959”, sendo vendida por 135 ETH, aproximadamente US$ 250 mil (mais de R$ 1,43 milhão). 

Ainda em março, a revista abriu vaga para um diretor financeiro compatível com criptografia. “A indústria de mídia está passando por uma rápida evolução. A Time está procurando um diretor financeiro que possa ajudar a orientar sua transformação ”, dizia parte da descrição da vaga no Linkedin.

Dessa forma, a parceria com a Grayscale, empresa fundada em 2013 e com US$ 46 bilhões em ativos criptográficos sob gestão, incluindo quase 3% do fornecimento total de bitcoin em circulação, marca um momento significativo para o mercado das criptomoedas. 

Você pode gostar também
buy cialis online