Ripple planeja abrir o capital, diz acionista

Yoshitaka Kitao, CEO da gigante financeira japonesa SBI Group, maior acionista externo da Ripple Labs, afirmou, durante teleconferência de apresentação de resultados, que a empresa planeja abrir o capital depois que resolver o processo judicial que recebeu da SEC – Securities and Exchange Commission (equivalente à Comissão de Valores Mobiliários) dos Estados Unidos.

“Após o processo atual, Ripple irá a público. O atual CEO quer fazer isso. Chris quer fazer isso”, disse ele, se referindo ao presidente da Ripple, Chris Larsen, e citando também o CEO da empresa, Brad Garlinghouse. 

Kitao comentou que o investimento da SBI na Ripple valeria a pena após uma possível listagem pública, destacando que a SBI é a maior acionista externa da Ripple. O CEO acrescentou ainda que acredita que o consórcio de blockchain R3, outra empresa que recebe grande apoio da SBI, também se tornará público um dia.

“Temos investido em empresas de fintech e adotamos essa tecnologia em nosso grupo e também disseminamos essa tecnologia por todo o setor. Essa é a estratégia básica do SBI Group”, afirmou Kitao.

No ano passado, o CEO Garlinghouse sugeriu uma oferta pública inicial potencial, prevendo que os IPOs se tornariam mais prevalentes na indústria de criptoativos e blockchain. 

“Nos próximos 12 meses, você verá IPOs no espaço crypto / blockchain. Não seremos os primeiros e não seremos os últimos, mas espero que estejamos na liderança. É uma evolução natural para a nossa empresa”, afirmou na época.

SEC x Ripple

Desde o final de 2020, a Ripple, dona da criptomoeda de rede de pagamentos XRP, enfrenta uma disputa judicial com a SEC, que abriu um processo contra a empresa, além de Garlinghouse e Larsen, alegando que XRP era uma oferta de títulos não registrados de $ 1,3 bilhão. 

- PUBLICIDADE -

Desde então a Ripple conquistou várias vitórias jurídicas, o que promoveu uma recuperação nos valores da criptomoeda acima de US$ 1,4 , um nível não visto desde janeiro de 2018.

EUAIPORippleSBISECXRP
Comentários (0)
Comentar