Vasco token e Mercado Bitcoin: saiba como funcionará a parceria

O clube de futebol carioca irá dividir com os detentores do token eventuais premiações da Fifa para jogadores formados nas categorias de base

Vasco token? Isso mesmo. O tradicional clube de futebol carioca irá lançar um criptoativo em conjunto com a exchange Mercado Bitcoin. A princípio, o total a ser arrecadado pode atingir R$ 50 milhões.

Quem comprar o token terá direito a receber uma parte de eventuais premiações. Em outras palavras, valores pagos pela Fifa para um grupo de 12 jogadores formados nas categorias de base da equipe.

O que é um criptoativo?

Criptoativo é um token, o registro de um ativo em formato digital, utilizando a tecnologia blockchain. Nesse sentido, rodam através das redes de computadores que não dependem da coordenação de uma entidade central. Dessa forma, esses ativos ganham características únicas.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Primeiramente, temos a transparência, tornando o sistema auditável a qualquer instante, de forma simples e barata. Em seguida, o detentor deste criptoativo não depende da coordenação de uma entidade central. Ou seja, é livre para transacionar e armazenar o token da forma que achar mais conveniente.

Qual o benefício do Vasco Token?

Premiação Fifa, que irá rentabilizar o Vasco Token

Quando houver alguma transação dentre este seleto grupo de 12 jogadores formado nas categorias de base, a premiação da Fifa será dividida com os detentores do token.

O percentual sobre o valor das transações varia entre 0,25% e 5%. De fato, depende do número de anos que o jogador permaneceu nas categorias de base. Dentre os nomes destacam-se o Philippe Coutinho, titular da seleção brasileira e do Barcelona. Além deste, temos o volante Douglas Luiz, jogador do Manchester City, atualmente defendendo o Aston Villa no campeonato inglês.

Quanto irá custar cada token?

O total que o clube pretende arrecadar é de R$ 50 milhões, porém o token vai representar uma pequena fatia deste valor. Deste modo, o valor de sua oferta inicial será fixado em R$ 100.

De fato, o MB Digital Assets é a unidade de negócios que cuida dos tokens lastreados em ativos reais do Mercado Bitcoin. Em primeiro lugar, pagaram antecipadamente ao clube carioca um valor de R$ 10 milhões. Em troca, receberam 25% do Vasco token, além do direito a estampar sua marca na camisa do Vasco da Gama.

Qual a perspectiva de rentabilidade?

Não é possível fazer previsões, já que depende do número de transações realizadas ao longo da carreira destes jogadores. Inclusive, outro fator a ser considerado é que as estimativas para os R$ 50 milhões levaram em conta o valor de mercado atual dos jogadores.

Ou seja, estes valores podem subir ou cair conforme a valorização do passe do jogador. Além disso, conforme os anos se passarem, a tendência é que os novos contratos sejam de prazo mais curto. Desse modo, eventuais transações passam a ser menores. Este é o proncipal risco do Vasco Token.

Outro aspecto importante é que o clube segue com 75% dos tokens, ou seja, poderá futuramente vender outros 50% ao mercado.

Vasco Token é o primeiro criptoativo no país?

Não. A própria exchange Mercado Bitcoin, líder na América Latina em volumes, havia lançado os tokens de precatório, além dos tokens de consórcio. Estes ativos alternativos facilitam a transação de parcelas de ativos reais, com altos retornos e liquidez.

Ainda assim, estes tokens possuem a segurança dos investimentos em ativos mais tradicionais, pois possuem fluxo de caixa esperado. No vídeo abaixo a equipe da @usecripto explica o que são e para que servem os tokens de consórcio.

 

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes