Simples Nacional: micro e pequenas empresas têm até sexta para aderir

O prazo para as micro e pequenas empresas aderirem ao Simples Nacional termina na sexta-feira, 29 de janeiro.

O Simples Nacional ainda está aceitando solicitações de adesão de micro e pequenas empresas. Assim sendo, as empresas que faturam até R$ 4,8 milhões por ano podem se inscrever.

A solicitação é feita pela internet, até o último dia útil do mês, ou seja, 29 de janeiro. Como resultado, caso o pedido seja aceito, a adesão é válida desde o início do ano.

O que é o Simples Nacional?

Simples Nacional é uma forma simplificada de cobrança de impostos pela Receita Federal para pequenas e médias empresas. Em suma, ele junta 8 impostos (IRPJ, CSLL, PIS/PASEP, Cofins, IPI, ICMS, ISS e CPP) em um único documento de arrecadação. Assim sendo, torna o processo mais fácil para os empresários.

Como resultado, o imposto para as empresas do Simples Nacional é calculado sobre o faturamento anual, que não pode ultrapassar R$ 4,8 milhões.

Certamente, se você está pensando em adotar o Simples Nacional, o prazo está acabando. Certifique-se que não há restrições nem pendências de impostos atrasados, para garantir a troca para esse regime. 

Por outro lado, para empresas que já fazem parte do Simples Nacional, a manutenção é automática. Sem dúvida, para isto, é necessário que o pagamento dos impostos esteja em dia.

Minha empresa pode aderir ao Simples Nacional?

PIS Cofins e outros tributos simplificados

O primeiro passo é verificar se o faturamento anual está dentro do limite. O próximo passo é verificar se o seu CNAE (Código Nacional de Atividade Econômica) está enquadrado no Simples Nacional. Clique aqui para checar se a sua atividade é aceita.

Por fim, a empresa precisa estar em dia com o pagamento do INSS, além do cadastro atualizado. Deste modo, empresa com pendências podem negociar as dívidas para entrar no Simples Nacional.

Quais os passos para aderir ao Simples Nacional?

É recomendável que seu contador faça esse serviço. No entanto, se você deseja fazer sozinho, o processo é rápido e simples.

Primeiramente, entre no portal do Simples Nacional. Em seguida, procure pela aba “Simples Serviços”, e clique em “Solicitação de Opção pelo Simples Nacional”. 

Se a sua empresa não possui o código de acesso, clique no ícone da chave para gerar. Em seguida, faça o registro no sistema.

Após aceitar os termos, deve-se clicar em “Iniciar verificação”. Pronto, basta clicar em “Salvar” para concluir sua solicitação. Por fim, o sistema informa a data em que você pode checar se o seu pedido foi aceito.

Se a sua empresa tiver um caixa sobrando uma dica interessante é alocar uma parte do investimento em criptomoedas. Veja abaixo como investir os primeiros R$ 1.000.

Existe algum prazo para a resposta?

A previsão é de que o resultado seja divulgado até o dia 11 de fevereiro. Caso não seja aprovado, será apresentada a exigência que deve ser regularizada.  Deste modo, ainda é possível realizar o enquadramento.

Se este for o seu caso, é recomendável verificar com um contador, evitando assim perder a oportunidade de aderir ao Simples Nacional.

E se eu perder o prazo?

Em princípio, se você perder o prazo, perde a forma simplificada. Como resultado, sua empresa terá de calcular e pagar os 8 tributos separadamente, aumentando seus custos tributários. Após esse prazo, uma opção somente será possível no mês de janeiro do próximo ano, seguindo o calendário estabelecido.

Contudo, existe uma alternativa: baixar a empresa e abrir uma nova. Dessa forma, é possível realizar a opção ao longo do ano. A nova empresa tem o prazo de 30 dias para solicitar a adesão. Caso seja aprovada, a adesão retroage à data da abertura do CNPJ.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes