Eleições 2020: suspeito de invadir sistema do TSE é preso em Portugal

Hackers invadiram sistema do TSE no dia do primeiro turno das Eleições 2020. Há mandados de busca e apreensão no Brasil

A Polícia Federal (PF), com colaboração das autoridades portuguesas, deteve, neste sábado (28), um suspeito de hackear o sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no primeiro turno das Eleições 2020, realizado no último dia 15.

A invasão expôs informações internas de funcionários e até de ex-ministros do TSE e Portugal foi o país onde teria partido a primeira invasão.

O hacker, de apenas 19 anos, cidadão português usa o codinome Zambrius. Ele comandaria um grupo virtual, chamado de Cyberteam.

Estão sendo cumpridos, no Brasil, três mandados de busca e apreensão e três medidas cautelares de proibição de contato entre investigados nos estados de São Paulo e Minas Gerais.

Cair por terra – Eleições 2020

Segundo PF, o objetivo da ação dos hackers agirem no dia da votação do primeiro turno, seria desacreditar a segurança do sistema de computadores da Justiça Eleitoral.

Mas a ação caiu por terra, porque a invasão não atingiu os sistemas relacionados à eleição porque as urnas eletrônicas não são ligadas à internet — portanto, os equipamentos não são vulneráveis a ataques. “Não foram identificados quaisquer elementos que possam ter prejudicado a apuração, a segurança ou a integridade dos resultados da votação”, disse a PF.

O inquérito instaurado pela PF apura os crimes de invasão de dispositivo informático e de associação criminosa. Investigações constataram que o grupo de hackers brasileiros e portugueses são os autores do ataque ao sistema do TSE.

A Polícia Federal agiu em conjunto com a Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e Criminalidade Tecnológica da Polícia Judiciária Portuguesa. A operação foi batizada de Exploit.

Comissão

Após o ato, o TSE montou a Comissão de Segurança Cibernética, que irá acompanhar as investigações do TSE. Ela será comandada pelo ministro Alexandre de Morais. A comissão vai elaborar estudos sobre ações de prevenção e enfrentamento de crimes cometidos pela ação de hackers.

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.