Guarulhos planeja aplicar vacina contra covid-19 em casa

O prefeito de Guarulhos, Gustavo Henric Costa (PSD), afirmou que a cidade já possui todos insumos para a imunização e agora prepara os profissionais de saúde para a aplicação

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), apresentou nesta quarta-feira (06/01), durante o 1º Seminário Virtual de Gestão Pública, o Plano de Estadual de Imunização contra a Covid-19 aos 645 prefeitos eleitos para os mandatos iniciados em 2021. Um dia após a reunião, o prefeito de Guarulhos, Gustavo Henric Costa, ou Guti (PSD), em entrevista à CNN, afirmou que a cidade planeja aplicar a vacina em parte da população em domicílio

Como Guarulhos se prapara para receber a vacina?

Guti disse à imprensa que o município calcula oferecer 70 a 100 postos de vacinação contra a Covid-19, entre Unidades Básicas de Saúde (UBS) e pontos alternativos ainda não confirmados. O prefeito afirmou que a cidade já possui todos os insumos em mãos para a vacinação, e que agora foca em planejar a escala dos profissionais de saúde de Guarulhos para iniciar o cronograma de aplicação das vacinas. 

Costa declarou que a vacinação será em domicílio para aquelas pessoas que não podem se locomover, que estão com algum tipo de restrição. Os leitos dedicados a pacientes com Covid-19 na cidade de Guarulhos já tem 94% de sua capacidade ocupada. A prefeitura da cidade afirma que se prepara para contratar leitos da rede privada e que começou a pedir que novos pacientes sejam transferidos para unidades de outras cidades. Além disso, Guti comunicou, durante o Seminário com João Doria, que pressionou o governador do estado para construção de mais leitos no município. 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Já Doria solicitou aos prefeitos que continuem exigindo dos moradores o cumprimento das medidas de isolamento social para conter a disseminação do vírus em todo o estado. “Foram bastante enfáticos dizendo que os municípios que não cumprirem à risca o Plano São Paulo vão acabar deixando de ser prioridade [na imunização do estado] e vão atender aqueles que restringirem as aglomerações”, disse Guti à CNN.

Plano de vacinação no estado de São Paulo 

A primeira etapa do plano de imunização vai dar prioridade aos profissionais da saúde, pessoas com 60 anos ou mais e grupos indígenas e quilombolas. O Estado espera que 9 milhões de pessoas sejam imunizadas na primeira etapa, com a aplicação de 18 milhões de doses, até o dia 28 de março.

A campanha, que será coordenada pela Secretaria Estadual da Saúde em parceria com os 645 municípios paulistas, visa dobrar o total de postos de vacinação dos atuais 5,2 mil para até 10 mil. A estimativa é de que a vacinação inclua cerca de 79 mil profissionais, com 54 mil trabalhadores do setor da saúde e 25 mil agentes da segurança pública para garantir a segurança da população e evitar aglomerações nos locais de imunização.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes