Fortnite vs. Apple: a batalha e a bilionária indústria de games

Após a fabricante do iPhone banir o jogo Fortnite de sua plataforma, a Epic Games entra na Justiça para que o game volte à App Store

O mundo dos jogos parou desde que a Apple e a Epic Games decidiram tomar medidas legais uma contra a outra. Tudo aconteceu depois que o gigante da tecnologia baniu o jogo Fortnite da App Store.

Inicialmente, a Epic Games quis reduzir o custo na moeda do jogo da Fortnite, chamada de V-Bucks. Insatisfeita com a taxa de 30% cobrada pelas lojas oficiais, a produtora adicionou um método de pagamento próprio no jogo.

No entanto, isto viola as regras tanto da App Store quanto da Play Store. De qualquer modo, isso permitiria que os jogadores pagassem a Epic Games diretamente, porém prejudica o intermediário.

O que é Fortnite?

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O Fortnite é um dos games mais reconhecidos na indústria de jogos atualmente. Depois do lançamento do modo multijogador Battle Royale, o título se tornou um fenômeno cultural. Deste modo, manteve sua liderança mesmo um ano depois de ter sido lançado. 

Um dos fatores que tanto contribuíram para o sucesso do Fortnite é a facilidade de acesso, pois o game está disponível para  os principais consoles e PCs. 

Em primeiro lugar, um grande grupo de personagens fica confinado em um mesmo ambiente. No entanto, somente um sairá sobrevivente. Desta forma, quando alguém morre no jogo, ele não volta, como na maioria dos games de tiro.

Quem é a Epic Games?loja de jogos da Epica games, dona do Fortnite

A Epic Games é uma desenvolvedora norte-americana de jogos eletrônicos e softwares sediada em Cary, Carolina do Norte. Primordialmente, foi fundada em 1991 por Tim Sweeney, que criou o jogo Fortnite ao lado de Darren Sugg.

Em resumo, alegam que Darren tinha alucinações, nas quais se imaginava dentro de uma ilha com personagens de jogo ao lado dele, combatendo inimigos. Esta foi, portanto, a inspiração para o Fortnite.

Por que o Fortnite foi banido?

Desde que a App Store foi lançada em 2008, é cobrada uma comissão de 30% de todos os apps listados em sua plataforma. Hoje, porém, essa prática parece desleal e anticompetitiva. 

Foi por isso que Tim Sweeney iniciou uma batalha judicial e midiática contra aquilo que definiu como “monopólios” digitais. Como resposta, tanto a Apple quanto o Google removeram o jogo de suas lojas de aplicativos.

Atualmente, quem quiser realizar a compra e negociação de itens em jogos, incluindo armas, escudos e armaduras, terá de fazê-lo via plataforma da Epic Games. 

Nesse sentido, a característica descentralizada das criptomoedas, incluindo o Bitcoin, poderá ser uma vantagem. Estes podem ser utilizados para a compra de itens em jogos sem depender de intermediários. Desta maneira, não há intervenção da Apple, ou até mesmo dos bancos e intermediadores de pagamento. Esta indústria, embora pequena, já existe, e é conhecida como tokens de utilidade, ou utility tokens. O vídeo abaixo da @usecripto explica esta tecnologia.

O que acontece nos bastidores da batalha?

Existe uma questão político-econômica que está por trás dessa briga. A Epic Games do Fortnite tem mais de 40% das suas ações sendo controladas pela Tencent. Este grupo é o maior e mais utilizado portal de serviços de internet da China. Além do mais, a Tencent é a quinta maior empresa de internet do mundo depois do Google, Amazon, Alibaba e Ebay.

Acrescente-se que a Tencent é controladora de um popular programa na China chamado WeChat. Para ter ideia do sucesso, esse aplicativo possui 300 milhões de usuários. Isto equivale a quase toda a população dos Estados Unidos.

O presidente norte-americano Donald Trump anunciou recentemente a proibição das operações do WeChat nos EUA. Inclusive, proibiu a rede social TikTok, de outra empresa chinesa. De acordo com o governo dos EUA, os aplicativos colocam a segurança e a propriedade intelectual dos norte-americanos em risco.

Como a Apple ganha dinheiro?

Da mesma maneira que sua concorrente Play Store do Google. Ou seja, cobrando uma comissão nas vendas e assinaturas de aplicativos em sua loja. Igualmente, isso ocorre na Samsung Galaxy Store, na loja da Microsoft, e inclusive na loja da Nintendo.

Como está o caso atualmente?

O processo foi parar na Justiça americana, visto que a Epic processou as duas gigantes. A produtora de jogos alega que são “competidoras desleais” com práticas “anticompetitivas”.

De acordo com a agência de notícias Bloomberg, a Riot e a Epic Games terão que explicar sua política de coleta de dados de usuários dos Estados Unidos. As ações da Tencent chegaram a cair 10% na bolsa de Hong Kong. Isto foi resultado da ordem executiva de Trump. Na época, o Presidente impediu entidades americanas de negociarem com a Tencent.

Essa briga pode trazer benefícios aos gamers a longo prazo, como uma maior oferta de jogos e de lojas digitais. Deste modo, pode ser até mesmo positiva para os investidores.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes