Como usar o YouTube Shorts, novo recurso lançado no Brasil

Nova ferramenta de vídeos curtos, Shorts começa a ser liberada aos poucos no Brasil dentro da plataforma tradicional do YouTube

Depois de alguns testes com criadores selecionados, o YouTube Shorts finalmente começou a ser disponibilizado no Brasil a partir no dia 7 de junho.

A novidade permite que usuários filmem, editem e compartilhem vídeos de até 15 segundos diretamente no aplicativo do YouTube, sem intermediários para preparar esse conteúdo. É a forma que a empresa de vídeos do Google encontrou para entrar em uma competição direta com o app chinês TikTok.

Como funciona o YouTube Shorts?

O grande diferencial do Shorts em comparação ao TikTok está na integração com o YouTube. Na hora de produzir um vídeo, usuários podem importar áudios diretamente de um vídeo na plataforma, facilitando, assim, as chamadas “correntes”. Além disso, o Shorts também tem uma biblioteca com sons e músicas para ajudar na hora da edição.

“É importante construirmos um ecossistema conectado ao YouTube, onde você pode ir e encontrar as fontes, ou mesmo iniciar a criação conectada ao YouTube Music”, disse Todd Sherman, líder de produto da Shorts do YouTube, ao site de notícias Business Insider. Segundo ele, já no lançamento, a biblioteca tem músicas de 250 gravadoras.

Como acessar o YouTube Shorts

Nada de baixar outro aplicativo. O YouTube Shorts é uma aba dentro do aplicativo de vídeo, localizada ao lado do botão de adicionar um novo conteúdo na barra inferior. Para acessar o novo conteúdo de vídeos curtos, porém, é preciso fazer a atualização da plataforma , o que, de acordo com o Google, será feita de forma gradual no Brasil. Por isso, se não encontrar facilmente a aba do YouTube Shorts em seu aplicativo de vídeos, fique calmo.

Youtube shorts
Divulgação/youtube

Depois da atualização, é só clicar na aba Shorts e navegar pelos vídeos. O funcionamento, enquanto isso, é bem similar ao Reels, do Instagram, e ao próprio TikTok. É possível curtir vídeos, fazer comentários, se inscrever em um canal e compartilhar o vídeo. Todos eles são reproduzidos em loop. Ou seja: se ficar parado no mesmo vídeo, ele continua a reproduzir. Para avançar para o próximo, o usuário deve fazer um movimento de deslizar para cima.

Por fim, há a possibilidade de colocar o vídeo em trends , ou seja, entrar numa playlist de criadores de conteúdo que estão usando uma mesma música e uma mesma hashtag. Para acompanhar essas trends, é só clicar no nome da música no canto inferior esquerdo, onde é possível ver detalhes da música e conferir Shorts com a mesma trilha de fundo. Por fim, ainda dá para acrescentar hashtags, que redirecionam o usuário para vídeos curtos do mesmo tipo.

Como produzir conteúdo

Já para quem quer produzir conteúdo do Shorts, o caminho é diferente. Mas, novamente, similar ao TikTok. Para criar um desses vídeos curtos, o usuário deve clicar no botão +, na barra inferior da tela. Lá, além das opções de começar live e enviar vídeo convencional, há a possibilidade de criar um Shorts. Depois, o usuário é direcionado para uma tela que mostra a câmera e dá opções de girar a imagem, adicionar músicas, aplicar filtros e acelerar o vídeo.

Depois de gravar o Shorts, o usuário é redirecionado para outra tela. Nela, é possível fazer outras edições, como acrescentar filtros e efeitos, frases, ajustar a trilha sonora e outros retoques finos. Depois, só fazer o upload na plataforma com título daquele YouTube Shorts, faixa etária, tipo de conteúdo, agendamento e outras coisas. Assim, depois de publicado, o vídeo curto fica também disponível no canal oficial daquela conta de forma permanente.

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.